MENU

Mulher processa Google Maps após ser atropelada

Mulher processa Google Maps após ser atropelada

Atualizado: Terça-feira, 1 Junho de 2010 as 3:12

Quando o Google Maps deu as instruções, a americana Lauren Rosenberg seguiu-as sem saber que a estrada, muito movimentada, não tinha espaço na margem para pedestres.

Para seu azar, ela acabou atropelada por um carro e agora decidiu processar não apenas Patrick Harwood , o motorista atropelador, mas também o Google, culpando-o pelo acidente e pedindo uma indenização de US$ 100 mil.

O acidente ocorreu em 19 de janeiro de 2009. Lauren foi atingida enquanto caminhava à beira da rodovia 224, em Utah, nos Estados Unidos. Seus advogados alegam agora que o Google Maps é co-responsável pelo acidente, pois induziu-a a caminhar em um trecho perigoso sem aviso.

O site Mashable notou que o site do Google Maps agora informa sobre a falta de área para pedestres ao lado da estrada, mas não o aplicativo para Blackberry , que ela consultou.

O Google não se pronunciou a respeito do caso.

veja também