MENU

Nicolas Sarkozy fez 400 cópias piratas de DVD, diz jornal

Nicolas Sarkozy fez 400 cópias piratas de DVD, diz jornal

Atualizado: Quinta-feira, 8 Outubro de 2009 as 12

O jornal francês Le Canard Enchaine, que crítica o governo, divulgou que o presidente Nicolas Sarkozy fez 400 cópias piratas de um DVD. De acordo com a publicação, o líder francês teria copiado um documentário de 52 minutos sobre ele mesmo, chamado "A visage decouvert : Nicolas Sarkozy" (algo como "Uma imagem descoberta: Nicolas Sarkozy", em tradução livre).

Se a história se confirmar, lembra o Huffington Post, seria o segundo caso de violação de direitos autorais envolvendo o presidente. E um grande constrangimento para o líder famoso pelo rigor contra a troca de arquivos na internet. Sarkozy já foi acusado de usar uma música da banda MGMT em seus comícios, sem autorização para isso.

As cópias teriam sido feitas porque o presidente queria distribuir o documentário para os diplomatas presentes em uma conferência, mas a distribuidora do DVD havia mandado apenas 50 cópias. Para resolver o problema, a presidência decidiu fazer as 400 cópias, mesmo sem ter autorização.

O jornal francês Le Canard Enchaine, que crítica o governo, divulgou que o presidente Nicolas Sarkozy fez 400 cópias piratas de um DVD. De acordo com a publicação, o líder francês teria copiado um documentário de 52 minutos sobre ele mesmo, chamado "A visage decouvert : Nicolas Sarkozy" (algo como "Uma imagem descoberta: Nicolas Sarkozy", em tradução livre).

Se a história se confirmar, lembra o Huffington Post, seria o segundo caso de violação de direitos autorais envolvendo o presidente. E um grande constrangimento para o líder famoso pelo rigor contra a troca de arquivos na internet. Sarkozy já foi acusado de usar uma música da banda MGMT em seus comícios, sem autorização para isso.

As cópias teriam sido feitas porque o presidente queria distribuir o documentário para os diplomatas presentes em uma conferência, mas a distribuidora do DVD havia mandado apenas 50 cópias. Para resolver o problema, a presidência decidiu fazer as 400 cópias, mesmo sem ter autorização.

veja também