MENU

No Brasil, Migux é maior que Facebook

No Brasil, Migux é maior que Facebook

Atualizado: Quinta-feira, 20 Agosto de 2009 as 12

Influenciados pelos amigos, os filhos da jornalista e publicitária Anna Valenzuela queriam entrar no Orkut. A mãe não deixou. "Justamente a geração que já nasceu 'com chip' tinha poucas alternativas digitais inteligentes e lúdicas", diz Anna. A partir desse vácuo ela criou o Migux, rede social só para pequenos.

O site foi lançado em julho de 2008 e, apesar de recente, já tem números de gente grande. Na noite de quinta-feira, 7, o Migux tinha exatos 1.732.867 usuários cadastrados (400 mil a mais do que o Facebook tem no Brasil) e pelo menos 400 mil ativos. Todos os dias, entre 5 mil e 10 mil crianças entram na rede - 90% delas têm entre 5 e 12 anos.

O site é um misto de rede social e game, parecido com o outro site infantil Club Penguin, lançado em 2005 e comprado pela Disney em 2007. Mas, para Anna, o primo gringo é mais game do que rede social. Além disso, segundo ela, a versão brasileira tem a premissa de abarcar o conteúdo gerado pelos próprios usuários - uma espécie de rede 2.0 infantil.

Com interface lúdica, o Migux permite que as crianças criem avatares, uma página pessoal - as 'casinhas' - e interajam com os amigos. O serviço é gratuito, mas há a opção de assinatura (cerca de R$ 10) que dá direito às 'gotas', moeda virtual do Migux, que permitem comprar objetos, também virtuais, e outros serviços - como ficar invisível e poder experimentar as novidades antes dos outros.

Todos os dias, segundo Anna, 30 mil usuários se logam e cerca de 2 mil interagem simultaneamente. Assim que o avatar entra no ambiente, outros usuários começam uma amizade - no dia em que o Link visitou a rede, havia crianças avisando que dariam 'festas' e outras querendo 'namorados'. "É incrível notar como as crianças se informam sobre as notícias dentro de um ambiente vivo como esse", diz Anna.

Ela lembra que, no dia da morte de Michael Jackson, a notícia repercutiu no Migux da mesma maneira como foi assunto em outras redes sociais. Além da rede em si, o Migux formou espontaneamente uma comunidade virtual - há pelo menos 16 blogs sobre o jogo. "Quando vi o primeiro blog fiquei de queixo caído: já tinha alguém que cobria as novidades da rede com mais dedicação do que no blog oficial", ri Anna. Segundo a criadora do serviço, o Migux já recebeu 290 mil e-mails com sugestões de crianças - indício de que essa geração já sabe que a web é feita coletivamente.

Postado por: Felipe Pinheiro

veja também