MENU

O segredo para a TI fazer mais com menos

O segredo para a TI fazer mais com menos

Atualizado: Quarta-feira, 12 Maio de 2010 as 2:16

O jargão 'fazer mais com menos' representa hoje a realidade da maior parte dos CIOs. Isso porque, o orçamento de TI das empresas não acompanha o ritmo de crescimento da demanda por projetos e, por consequência, cria gargalos.

A saída para solucionar o problema está em investir em iniciativas de TI que tragam um rápido retorno para a empresa, com o intuito de "mostrar que a área não é um mal necessário", pontua o sócio da consultoria TGT Consult, Ronei Silva.

Mas a vice-presidente do programa executivo Gartner para América Latina, Ione Coco, alerta que os CIOs precisam entender que os pequenos projetos não são, necessariamente, de curta duração. Pelo contrário, ela aponta que o melhor é investir naqueles que podem ser implementados rapidamente, mas apresentam vida longa na companhia.

"As empresas não têm paciência para esperar por iniciativas longas e a crise colocou o curto prazo ainda mais em foco", analisa Ione. Ela cita que as soluções para gestão de telefonia e automação de força de vendas representam bons exemplos de ações que atendem a essa demanda imediatista, mas que trazem impactos em curto, médio e longo prazos.

Diferenciação de negócio

De olho na necessidade de desenvolver projetos rápidos, mas com resultados duradouros para o negócio, a TI da empresa de call center emergencial Mondial Assistance no Brasil desenvolveu um aplicativo que permite aos usuários solicitarem serviços e acompanhar o andamento dos mesmos pelo celular.

A empresa, que tem como clientes as seguradoras Allianz, Itaú, Liberty e Mitsui - além de grandes grupos, como TAM e Ford - utiliza a aplicação, lançada em abril de 2009, como um diferencial competitivo no mercado.

Responsável pelo projeto, o CIO da Mondial no Brasil, Marcelo Tort, detalha que o aplicativo contempla uma série de funcionalidades. A solução permite que, pelo celular, o usuário acione serviços de emergência; acompanhe o andamento das solicitações em tempo real, visualizando inclusive o deslocamento do prestador de serviços por meio de um mapa; verifique a lista de oficinas mais próximas; consulte estacionamentos credenciados; e acione a central de atendimento com apenas um toque.

O aplicativo de telefonia móvel foi desenvolvido em 60 dias por uma área de novas tecnologias da Mondial Assistance. O departamento, composto por um gerente e um programador, é responsável por estudar tendências e inovações no mercado e analisar como elas podem ser utilizadas no negócio da companhia. "E o maior trabalho foi integrar a aplicação às soluções tecnológicas que já tínhamos – como GPS dos guinchos e workflow", relata Tort. Ele informa que o projeto consumiu menos de 100 mil reais, os quais já foram totalmente justificados com os resultados.

O maior retorno, avalia o CIO, está no valor que ele trouxe para a imagem do grupo. Assim, uma das decisões tomadas na época do lançamento do aplicativo foi que, embora ele pudesse ser cobrado como um produto adicional, é entregue gratuitamente para os usuários das empresas que contratam a Mondial. "Fazemos a personalização para cada cliente, mas não cobramos nada. Pois entendemos que trata-se de uma ferramenta de retenção e de diferenciação", observa o CIO, acrescentando que dado os resultados no Brasil, a solução começou a ser exportada para outras unidades da companhia ao redor do mundo.

Por Fabiana Monte

veja também