MENU

Pacotão: banco em rede pública, gestão de senhas e Windows XP

Pacotão: banco em rede pública, gestão de senhas e Windows XP

Atualizado: Quarta-feira, 1 Setembro de 2010 as 10:46

É seguro usar o internet banking em uma rede pública, em um hotel, por exemplo? É seguro usar os softwares específicos para armazenar as senhas no computador? O Windows XP não é mais tão seguro agora que o Windows 7 foi lançado? Essas perguntas são respondidas no primeiro pacotão da coluna Segurança para o PC deste mês. Confira! Transferência bancária em rede pública

Gostaria de saber: há algum risco para o usuário que fazer transações bancárias, pela internet, em hotéis usando rede sem fio?

Arthur Dent (via Twitter)

Os bancos têm recursos para mantê-lo seguro mesmo quando você for utilizar uma rede insegura. É o caso do “cadeado de segurança” (SSL). Se o seu computador estiver livre de pragas digitais, você vai poder confiar no certificado de segurança, o que tornará sua transação com o banco segura.

O SSL garante duas coisas. Primeiro, garante que o site do banco é realmente o site do banco, ou seja, que você não foi redirecionado para uma página clonada. Atente, no entanto, para o endereço: certifique-se que você está realmente no endereço correto do banco. Segundo, garante que os dados transmitidos entre você e o banco estão criptografados e não podem ser lidos por grampos na conexão.

Em outras palavras, mesmo que a rede do hotel seja careça de senhas e tenha até algum usuário malicioso grampeando os dados transferidos, se o SSL validar corretamente não deve haver problema algum.

Detalhe: certificados SSL tem data de emissão e validade. Lembre-se de estar com a hora do seu computador configurada corretamente para garantir que o navegador web identifique possíveis certificados falsos. Programas para gerenciar as senhas

Programas de gerenciamento de senhas/”Password Safe” são seguros? Se não, O que você recomenda para eu salvar/gerenciar minhas senhas?

Richard

Uma coisa, Richard, você já está fazendo corretamente: anotando suas senhas. Muitos especialistas recomendam o contrário, mas esquecer as senhas é inevitável e, quanto mais isso acontece, mais é necessário depender dos recursos de recuperação de senhas e, infelizmente, eles é que geralmente são o elo mais fraco na proteção das credenciais de acesso. Por isso, não precisar recuperar uma senha é o mais seguro a se fazer.

A coluna recomendou em reportagens anteriores algo mais simples do que usar um “cofre de senhas”: anotá-las em um papel e guardar em um local seguro.

Softwares de gerenciamento de senhas são interessantes, especialmente para serem instalados em dispositivos portáteis, como celulares, garantindo a segurança das senhas no caso de roubo do equipamento eletrônico.

Mas um papel guardado em um local seguro é mais difícil de localizar do que um arquivo de senhas no seu computador. De modo geral, bons softwares de recuperação de senhas são difíceis de quebrar se apenas o arquivo for roubado. Mas se alguém realmente quer suas senhas, e a pessoa tem acesso ao seu computador, ela pode, simplesmente, instalar um software de captura de senhas. Você vai ter de digitar sua senha mestra para abrir o programa de senhas, revelando tudo para o invasor com apenas uma única senha roubada.

Celulares ainda são mais seguros do que computadores comuns, garantindo que suas senhas armazenadas em um software do gênero em um aparelho móvel estejam mais protegidas – ou pelo menos o risco não é maior do que levar as senhas anotadas em um papel na carteira. Mas é claro que você precisa ficar atento e não instalar qualquer software no seu aparelho celular.

Resumindo: os softwares de gerenciamento de senhas são seguros, mas sua simples utilização gera riscos que, em alguns contextos, não compensam o seu uso. Segurança do Windows XP e Windows 7

Eu gostaria de saber se o Windows XP deixou de ser seguro e se é melhor mesmo migrar para o Windows 7. Uso o Seven e acho melhor.

Marcel Carrera

O Windows XP não deixou de ser “seguro”. Desde que foi lançado, a segurança dele só tem aumentado, principalmente com as adições de segurança que aconteceram no Service Pack 2 (SP2) e com as dezenas de atualizações que recebeu.

Mas se o Windows XP é realmente um sistema “seguro” é uma questão aberta para debate.

O que não abre espaço para muita discussão é o fato de que o Windows Vista – e portanto o 7 – são muito mais seguros do que seus antecessores. O Windows Vista foi o primeiro sistema que passou pelo processo conhecido como Secure Development Lifecycle (SDL), um processo criado pela Microsoft para reduzir a ocorrência de erros de programação comuns que levam a falhas de segurança.

Desde que foi lançado, o Vista não foi alvo de nenhuma praga que se espalha de forma massiva pela rede. A brecha utilizada pelo vírus Conficker, que infectou milhares de PCs, não era tão grave no Vista e no 7, o que impediu o vírus de atacar esses sistemas através dela.

Se você está gostando do Windows 7, fique com ele. Ele é certamente mais seguro do que o XP, por vários motivos - muitos deles relacionados com o sacrifícios que tornaram o Windows Vista odiado e que o Windows 7 conseguiu aproveitar sem sofrer com os mesmos problemas do antecessor.

O pacotão fica por aqui, mas não se esqueça de deixar sua dúvida na área de comentários. Todas as quartas-feiras a coluna responde dúvidas deixadas por leitores. Se você tiver críticas ou sugestões, escreva também: todos os comentários são lidos. Até a próxima!

* Altieres Rohr é especialista em segurança de computadores e, nesta coluna, vai responder dúvidas, explicar conceitos e dar dicas e esclarecimentos sobre antivírus, firewalls, crimes virtuais, proteção de dados e outros. Ele criou e edita o Linha Defensiva , site e fórum de segurança que oferece um serviço gratuito de remoção de pragas digitais, entre outras atividades. Na coluna “Segurança para o PC”, o especialista também vai tirar dúvidas deixadas pelos leitores na seção de comentários. Acompanhe também o Twitter da coluna, na página http://twitter.com/g1seguranca .

Postado por: Thatiane de Souza

veja também