MENU

Projeto de lei equipara games "ofensivos" a crime de preconceito

Projeto de lei equipara games "ofensivos" a crime de preconceito

Atualizado: Quinta-feira, 3 Dezembro de 2009 as 12

A Comissão de Educação do Senado aprovou, nesta terça-feira (1), um projeto de lei do senador Valdir Raupp (PMDB-RO) que incrimina com pena de um a três anos de reclusão a fabricação, importação ou distribuição de games ?ofensivos aos costumes e às tradições dos povos, aos seus cultos, credos, religiões e símbolos''. Agora, segue para votação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

O projeto de 2006 altera o artigo 20 da lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, equiparando assim ao crime de preconceito a divulgação de conteúdo discriminatório por meio de videogames, segundo a Agência Senado.

''Alguns jogos têm passado de brincadeiras de mau gosto, sendo arsenal de propaganda e doutrinação contra determinadas culturas, não sendo possível confundir liberdade de expressão dos jogos com culto à anarquia, desrespeito à imagem e honra das pessoas e aos cultos com suas liturgias'', afirmou o relator Valter Pereira (PMDB-MS), de acordo com a agência.

Por citar a ofensa a ''cultos, credos e religiões'', o projeto pode considerar crime no país, por exemplo, a distribuição de títulos como ''Hellgate London'', RPG de ação dos mesmos produtores do clássico ''Diablo''. O jogo coloca a Londres de um futuro próximo nas mãos de demônios, que brotam pelas ruas e túneis de metrô.

veja também