MENU

Receita do Facebook pode ter chegado a US$ 800 milhões em 2009

Receita do Facebook pode ter chegado a US$ 800 milhões em 2009

Atualizado: Sexta-feira, 18 Junho de 2010 as 2:32

O desempenho financeiro do Facebook em 2009 foi melhor do que o estimado anteriormente, com o forte crescimento no número de usuários e anunciantes alimentando uma receita de cerca de US$ 800 milhões, afirmaram duas fontes próximas da empresa.

A empresa também teve um sólido lucro líquido, na casa das dezenas de milhões de dólares em 2009, disse uma das fontes.

Esse desempenho destaca como o Facebook, fundado há seis anos, gera cada vez mais receita e se coloca como o maior site de redes sociais do mundo, com cerca de 500 milhões de perfis registrados.

Esse tipo de performance deve estimular o apetite de investidores ávidos por uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), apesar da insistência da empresa de que um IPO no curto prazo não é prioridade.

O Facebook, presidido por seu fundador Mark Zuckerberg, tem capital privado e divulga pouquíssimas informações financeiras.

Os resultados de 2009 são significativamente melhores do que os sugeridos pela empresa no início do ano passado, bem como estimativas de analistas que apareceram na imprensa.

Em julho, Marc Andreessen, membro do conselho do Facebook, disse à "Reuters" que a empresa caminhava para fechar 2009 com receita superior a US$ 500 milhões. E em setembro o Facebook disse ter obtido um fluxo de caixa positivo, o que significa que a empresa estava gerando dinheiro o bastante para cobrir seus gastos bem como investimentos.

Estimativas em diversos meios apontavam receita entre US$ 500 milhões e US$ 700 milhões.

As fontes disseram que a receita de 2009 foi na verdade entre US$ 700 milhões e US$ 800 milhões.

"Eles estão subestimando seu desempenho", disse uma fonte, acrescentando que a receita de 2009 foi mais que o dobro do total do ano anterior. "Não há vantagem em gerar grande expectativa nas pessoas, é sempre melhor ser mais modesto."

Se o Facebook decidir se tornar empresa aberta com uma oferta inicial de ações, algo que obrigaria a empresa a divulgar seus números financeiros, o interesse dos investidores poderá crescer, caso esses números estejam acima das expectativas.

O Facebook preferiu não comentar o assunto.

Entre os apoiadores do Facebook estão Digital Sky Technologies, Microsoft, o magnata de Hong Kong Li Ka-shing e as empresas de investimentos Accel Partners, Greylock Partners e Meritech Capital Partners.

veja também