Resolução de tela é destaque do novo iPad, dizem especialistas no Brasil

Resolução de tela é destaque do novo iPad

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:14

A tela do novo iPad, anunciado pela Applenesta quarta-feira (7), é um dos grandes destaques do aparelho e representa uma evolução do dispositivo, segundo os especialistas consultados pelo G1. "A tela dos primeiros iPad era muito inferior a outros produtos da Apple, como o iMac, que sua tela tem uma resolução absurda", diz o professor da Escola Politécnica da USP e coordenador do centro interdisciplinar de tecnologias interativas da universidade, Marcelo Zuffo.


Para ele, o novo iPad chega para atender à necessidade do tablet em ficar de acordo com a qualidade de outros produtos da Apple. O professor entende que, com a nova tela, será possível desenvolver aplicações em 3D, que utilizam óculos especiais ou até dispensam o seu uso, como acontece no videogame portátil Nintendo 3DS. "Já estamos estudando esta tecnologia. Haverá uma enormidade de aplicações em 3D e estou curioso para ver como a bateria do novo iPad irá aguentar o processamento destas imagens".
A nova tela do tablet, chamada de Retina, tem resolução de 2048 x 1536 (número de pontos que são exibidos na tela), com 3,1 milhões de pixels. Em comparação, o iPad 2 tinha tela de resolução de 1024 x 768.

Melhor para fotos e vídeos
Usuário da Apple desde 1979, Eduardo Pellanda, professor de jornalismo da PUC-RS acredita que os textos ficarão mais nítidos na terceira geração do aparelho. "Além disso, fica melhor a experiência de quem quer ver vídeos e fotos”, diz.


"Quando a Apple mudou a tela do iPhone 3GS para o iPhone 4, as pessoas não notaram tão bem a diferença. Agora, isso vai ficar bem claro”. Pellanda, que disse ter acompanhado o anúncio do iPad ao lado de funcionários do setor de educação da Apple, que o estavam visitando na faculdade.
Fabio Fernandes da Silva, professor de roteiro e cultura digital da PUC-SP, também espera uma experiência aprimorada com o tablet. “Essa nova resolução vai ser muito melhor para assistir a filmes. Aqui em casa vemos muitos filmes na TV, no PC e nos dispositivos móveis. Acho que, para esse tipo de coisa, a nova tela será muito atraente”, comenta.

As melhorias na câmera traseira, que agora tem 5 mpixels, também chamaram atenção dos especialistas. Para Silva, quando usada a câmera traseira, a máquina trará mais qualidade ao Facetime, serviço de videoconferências da Apple. "São pequenas mudanças que fazem com que, aos poucos, esse tipo de aparelho se torne o sonho de todo mundo."

De olho em games
O poder de processamento do iPad, que aumentou com o processador A5X, também foi destacado. “Achei bem interessante o fato de ele ter um poder de processamento maior e ser um pouquinho mais pesado. Isso mostra que ainda não temos como colocar todo o poder de processamento e diminuir o tamanho a esse ponto”, explica Silva. “As pessoas sempre tendem a achar que a coisa vai ser automaticamente melhor em todos os aspectos. A ficção cientifica às vezes tem essa premissa.”
Para um desenvolvedor de games para iPad, o processador gráfico do chip A5X proporcionará a criação de jogos com visual melhor. "A cada nova versão do iPad, tentamos usar o desempenho do processador para os jogos. Aliado à resolução melhor da tela, poderemos lançar títulos com gráficos mais refinados", afirma Alexandre Souza, um dos sócios da desenvolvedora brasileira Doubleleft. Entre os games lançados pela empresa está "Bob Bunrquist's Dreamland", do skatista Bob Burnquist, "Monica's Gang Avatar", baseado nos quadrinhos da Turma da Mônica e "Garbageman".
"Daqui a um tempo, não agora, pois existe um processo de adaptação pelas empresas, já veremos jogos com mais recursos visuais. Mas é como nos consoles, quando há um aparelho novo, você quer usar o máximo do seu potencial para criar seus jogos", diz Souza. Ele explica, contudo que, por ter mais qualidade gráfica, os desenvolvedores terão mais trabalho, o que reverterá em custos maiores e mais tempo de produção de um jogo. "Além de dar mais trabalho nos novos títulos, os que já lançamos terão que passar por uma readaptação para a nova tela".


Internet 4G
Outro aspecto destacado pela Apple no lançamento do aparelho foi a conexão à rede 4G (quarta geração), super-rápida. “Embora no Brasil a gente não possa usar o 4G, isso pode alterar o mercado. É o primeiro produto compatível com essa rede da Apple”, analisou o colunista do G1, Ronaldo Prass. "Aqui ainda não temos um 3G tão rápido quanto lá fora, então acho que o 4G não vai ser a razão pela qual a pessoa vai investir num iPad novo agora."


Na última terça-feira (6), a presidente Dilma Rousseff confirmou que o leilão das faixas do 4Gno país deve acontecer em maio próximo. A previsão do governo é implantar a nova tecnologia até o fim de 2013 nas 12 cidades-sede da Copa.


Novo iOS
Para Altieres Rohr, colunista de segurança do G1, o novo modelo não muda muita coisa em termos da segurança. “O modelo da Apple para o iOS [sistema operacional para dispositivos móveis] é bastante restritivo e permite que só os apps autorizados sejam executados”, explica. Segundo ele, a combinação entre o processador e o sistema operacional fará com que quem quiser tentar desbloquear o aparelho tenha de esperar um pouco mais. “Está mais difícil de quebrar do que as versões anteriores.”

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições