MENU

Robôs que parecem pessoas assustam: a causa é um conflito no cérebro

Robôs que parecem pessoas assustam: a causa é um conflito no cérebro

Atualizado: Segunda-feira, 25 Julho de 2011 as 12

Repliee Q2 (Foto: Divulgação)     Pesquisadores da Universidade da Califórnia procuraram explicar por que os seres humanos se assustam com robôs de características humanas. A razão é a seguinte: o lapso de tempo entre o momento em que esperamos que eles se movam e o tempo em que esse movimento realmente acontece causa um conflito na parte de nossos cérebros que governa a coordenação motora.

Para provar isso, cientistas mostraram a 20 indivíduos, de idades entre 20 e 36 anos, imagens de um robô japonês chamado Repliee Q2, conhecido como o andróide mais realista do mundo, por suas feições perfeitas e movimentos articulados. Para a comparação, também foram mostrados seres humanos realizando as mesmas ações que o andróide.     Todas as pesquisas foram realizadas utilizando ressonância magnética e os 20 pesquisados tiveram atividades no córtex parietal durante a experiência. Esta parte do cérebro é responsável por conectar o processamento de nossos movimentos com o modo com que nos relacionamos com estes.

O chefe da pesquisa, Ayse Pinar Saygin, e professor-assistente de ciência cognitiva, disse que esse conflito no córtex parietal, causado pelo não reconhecimento do movimento do andróide como “normal”, gera a sensação de desconforto e susto. No entanto, ele acredita que a nova geração provavelmente estará mais acostumada com andróides e se assustará menos.          

veja também