MENU

Site da Brigada Militar é invadido por hackers e dados são copiados

Site da Brigada Militar é invadido por hackers e dados são copiados

Atualizado: Domingo, 26 Junho de 2011 as 10:40

A Brigada Militar do Rio Grande do Sul teve seu site invadido por hackers na tarde de sábado (25). Segundo o coronel Leonel Andrade, diretor da Divisão de Gerência de Redes do Departamento de Informática da Brigada, a invasão ocorreu através do banco de notícias da polícia disponível na página na internet.

    O grupo de hackers teve acesso a informações de caráter sigiloso da Brigada Militar, como planilhas de análise criminal e indicadores de prisões, que foram vazados, segundo o coronel. Os nomes das tabelas, que não estão disponíveis para o público, foram repassados pelos hackers um jornal gaúcho, que acionou a Brigada Militar.

“Assim que percebemos a invasão tiramos o site do ar para analisar nosso bando de dados. Nada foi corrompido. Mesmo que tivessem tirado do ar, poderíamos colocá-lo novamente íntegro. Não houve dano nenhum ao material”, afirma o oficial.

“Eles (os hackers) entraram pelo nosso sistema de notícias, mas não fizeram pichação nem deixaram marca nenhuma na página. Mas se quisessem, poderiam ter feito, alterado tabelas e dados. Mas revisamos tudo e nada foi modificado”, acrescenta ele.

 Após a invasão, a segurança da página da Brigada Militar na internet foi reforçada.

O coronel diz que não pode informar sobre o andamento das investigações, pois a Polícia Federal está analisando o caso juntamente com os outros portais do governo invadidos durante a semana, como os sites da Presidência da República , Senado, Infraero, do Governo do Brasil, Petrobrás, Receita Federal e PF.

Novo site

Após a invasão, a Brigada Militar pretende colocar no ar na segunda-feira (27) um novo site, com capacidade maior de proteção contra invasores.

“Logo pela manhã, na segunda-feira, o comandante-geral da Brigada irá revisar e pretendemos colocar no ar logo em seguida”, diz o coronel Leonel.

veja também