MENU

Telebrás prevê fechar pelo menos seis novos contratos no PNBL

Telebrás prevê fechar pelo menos seis novos contratos no PNBL

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 2:40

O presidente da Telebrás, Caio Bonilha, disse nesta quarta-feira (8) que deve fechar nos próximos dias pelo menos seis novos contratos com empresas interessadas em oferecer acesso à internet por meio do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL).

Bonilha deu a informação nesta quarta-feira após a assinatura do primeiro contrato de venda de link do PNBL, firmado com a empresa Sadnet, de Santo Antônio do Descoberto, cidade goiana de 60 mil habitantes.

Pelo acordo, a Sadnet se compromete a oferecer à população conexão de alta velocidade (1 megabit por segundo) a, no máximo, R$ 35 por mês. A expectativa da empresa é começar a ofertar o serviço dentro de 30 dias.

O valor do contrato assinado com a Sadnet, que prevê o fornecimento de 100 Mbps, não foi informado. Segundo Bonilha, a empresa vai pagar à Telebrás menos da metade do preço pago à sua fornecedora atual.

O diretor administrativo da Sadnet, Luiz Tomaz, informou que a empresa tem hoje cerca de mil clientes na cidade e que a expectativa é dobrar esse número nos próximos seis meses.

Hoje, 76% dos contratos da Sadnet são de acesso à internet com velocidade de até 200 Kbps, ao custo de R$ 39 mensais. Agora, a empresa vai poder oferecer conexões de até 1 Mbps (cinco vezes mais rápida) por R$ 35 mensais.

Além da mensalidade, os clientes da empresa vão ter que pagar até R$ 249,90 em um modem, equipamento necessário para o acesso à internet. Segundo Tomaz, a empresa espera que o aumento no número de clientes leve à queda no valor do modem.          

veja também