MENU

Telefonia móvel tem problemas e clientes recorrem ao 3G durante apagão

Telefonia móvel tem problemas e clientes recorrem ao 3G durante apagão

Atualizado: Quarta-feira, 11 Novembro de 2009 as 12

Muitas pessoas atingidas pelo blecaute que aconteceu nesta terça-feira (10) em dez Estados e no Distrito Federal ficaram impossibilitadas de usarem o telefone celular.

Clientes da Claro, Tim e Vivo disseram que era impossível fazer ou receber ligações durante a noite e em parte da madrugada para tentar saber com amigos e parentes sobre o que estava acontecendo.

Mesmo sem energia elétrica, vários dos assinantes dos serviços 3G (banda larga móvel) conseguiram trocar mensagens e ler as notícias pela web normalmente.

A tecnologia 3G funciona em smartphones - celulares com acesso à internet - e por meio de modem conectado a um laptop que suporta o serviço.

A administradora Fernanda Xavier, moradora de Barra Mansa, interior do Rio de Janeiro, disse que já estava online quando a energia elétrica apresentou problemas por volta das 22h.

''Minha velocidade permaneceu normal e eu acompanhei as notícias pelos portais e fiquei lendo as mensagens postadas por outras pessoas no Twitter [serviço de troca de mensagens com até 140 caracteres] até 1h quando a luz já tinha voltado''.

Mas Fernanda explica que na região onde mora o serviço comum de telefonia móvel está até agora com problemas para os clientes da operadora Oi. Ela não consegue fazer nem receber ligações.

Matheus Guimarães, técnico de informática em Belo Horizonte, Minas Gerais, contou que usou iPhone para entrar em contato com a família e navegou na rede pelo 3G.

''Quando você vê que falta luz acha que é algo local, mas logo que acabou a energia eu vi as pessoas comentando na internet e disse para a minha família que parecia algo nacional''.

A operadora Vivo diz em nota que houve um aumento no volume de chamadas, o que deve ter provocado uma demora maior para realizar chamadas. Já a Tim, contou que alguns de seus clientes enfrentaram ''interrupções pontuais'' durante o apagão.

Outras operadoras ainda não se manifestaram sobre a instabilidade nos serviços.

veja também