8 razões para crer que "Patricinhas de Bervely Hills" ainda é incrível

8 razões para crer que "Patricinhas de Bervely Hills" ainda é incrível

Atualizado: Quinta-feira, 28 Julho de 2011 as 10:01

O site da revista "Time" fez uma lista de razões para provar que o filme "Patricinhas de Bervely Hills" continua incrível.

Um favorito das adolescentes nos anos 90, o filme acaba de completar 16 anos.

Veja os melhores motivos abaixo.

A atriz Brittany Murphy

Apesar de a atriz já ter estrelado vários filmes quando morreu aos 32 anos, os obituários lembraram que seu papel no filme foi o que a melhor promoveu. No longa, Brittany interpreta Tai Fraisier, uma estudante que foi transferida e cai nas graças de Cher (Alicia Silverstone). Tai se torna popular e começa até a tratar mal as outras patricinhas.

O debate de Cher sobre os haitianos

Em um debate sobre a imigração de haitianos, Cher (Alicia Silverstone) começa a narrar um problema que teve em uma festa e argumenta que "quanto mais melhor". Ela encerra a conversa e ganha o debate com a antológica frase: "E deixe-me lembrá-los que não existe um aviso de RSVP na Estátua da Liberdade".

O ator Paul Rudd

O filme lançou o ator Paul Rudd, que recentemente fez "Ligeiramente Grávidos". Ele interpreta Josh, o namorado de Cher.

A direção perigosa

As "Patricinhas de Beverly Hills" permite com que você se sinta muito superior sobre suas habilidades de dirigir um carro. A mimada Cher dirige seu jipe sem carteira de habilitação, passa por sinais de pare, quase atropela pedestres e é reprovada no exame para tirar a habilitação.

Foi baseado em um livro de Jane Austen

A personagem de Alicia Silverstone não foi a primeira loira a ganhar tudo que queria. Semelhante personagem --fútil e adorável-- foi retratada pela primeira vez pela escritora Jane Austen no livro "Emma".

Creative Commons A escritora Jane Austen já havia feito uma personagem como Cher A moda

Você acha que os britânicos são os experts em usar chapéus? A personagem Dionne (Stacey Dash) introduziu bem antes toda uma linha de chapéus bizarros, com espirais, laços e rosas. Além disso, adolescentes de todo o mundo invejavam o closet "high tech" de Cher, que incluía cabides rotativos e um computador que combinava roupas. Mas o mais memorável foi a defesa de Cher ao usar um minivestido e ouvir as reclamações do pai. "Quem disse que isso é um vestido?" pergunta ele. "Calvin Klein", responde Cher.

As frases de efeito

Um sinal da relevância cultural de "Patricinhas de Beverly Hills" são suas frases memoráveis e expressões que até hoje estão na boca dos adolescentes americanos, como "as-if" (até parece).

A arte de dar desculpas

Cher e seus amigos aperfeiçoaram a arte de dar desculpas já que qualquer coisa serve como justificativa. Ao perder a hora para voltar para casa, Cher diz: "Esse relógio não combina muito com essa roupa, pai." Para os personagens do filme, sempre há uma explicação para tudo. O filme ensina que não importa o quão ridícula for sua desculpa, se você se mostrar confiante ou se seu argumento é maluco o suficiente, você pode sair de qualquer situação.

veja também