A luta contra a aceitação dos jovens ao casamento homossexual

A luta contra a aceitação dos jovens ao casamento homossexual

Atualizado: Quarta-feira, 25 Maio de 2011 as 9:52

Uma organização pró-família, admitiu esta semana que está perdendo a batalha do casamento homossexual, sobretudo entre os jovens.

Em entrevista ao World Magazine, o Chefe Executivo e Presidente da Focus on the Family, Jim Daly, disse que as pessoas em seus 20 e 30 anos eram especialmente suscetíveis de apoiar o casamento do mesmo sexo.

Daly foi perguntada pela revista como os evangélicos estavam fazendo em seus esforços de apoiar o casamento tradicional, em comparação com o sucesso que eles tiveram defendendo contra o aborto.

Ele respondeu: "Nós estamos perdendo nesse sentido, especialmente entre as pessoas entre 20 e 30 e poucos anos: 65 a 70 por cento deles são a favor do casamento homossexual. Eu não sei se isso vai mudar com um pouco mais de idade - demógrafos diriam provavelmente não.

"Nós provavelmente já perdemos esta. Eu não quero ser extremista aqui, mas eu acho que nós precisamos começar a calcular onde estamos na cultura."

Uma pesquisa Gallup divulgada na semana passada revelou que pela primeira vez, a maioria dos americanos (53 por cento) pensa que o casamento homossexual deve ser reconhecido por lei como válido. Quarenta e cinco por cento são contra. Gallup tinha seguido o assunto desde 1996 e cada ano até este ano, mais americanos estavam no lado oposto da legalização do casamento gay.

Uma pesquisa recente da Human Rights Campaign também constatou que a maioria dos Cristãos (68 por cento) apoiam a proteção à comunidade LGBT contra a discriminação e uma pequena maioria (52 por cento) se opõe à Lei de Defesa do Casamento, que proíbe o casamento homossexual em um nível federal e dá aos estados o direito de não reconhecer as uniões realizadas em outros estados.

Daly sugere que a Igreja use a tendência emergente como uma oportunidade de colocar a sua própria casa em ordem.

"Temos que olhar o que Deus está fazendo em todo este processo," disse ele.

"Fizemos um trabalho tão pobre com o casamento, Ele está tão chateado com o nosso mau uso do mesmo na comunidade cristã, juntamente com a nossa concupiscência da carne como uma nação, que Ele está nos entregando à situação de poligamia e mesmo sexo a fim de, talvez, conduzir a comunidade cristã, remanescente, a dizer 'OK, não há divórcio sem culpa em nossa Igreja?'"

Daly disse que conheceu um ativista gay que lhe perguntou por que os Cristãos estavam tão contrariados com os homossexuais terem uma chance no casamento, quando eles próprios não tinham feito tão bem isso.

"Temos de olhar para a nossa própria casa, certificar-nos que os nossos casamentos são saudáveis, que nós estamos sendo um bom testemunho para o mundo," disse Daly.

"Então nós podemos continuar a trabalhar para defender o casamento da melhor maneira que pudermos."

Por Alison Matheson

veja também