A Santidade e o Sexo

A Santidade e o Sexo

Atualizado: Sexta-feira, 4 Novembro de 2011 as 8:31

"Quero te dizer que as coisas mudaram. A cultura contemporânea não é mais a mesma de dez, vinte anos atrás, não é tão intolerante e rígida. Pelo contrário, hoje em dia, numa noite apenas, uma pessoa consegue beijar diversas outras sem comprometimento algum, e sem nenhum vestígio de um possível lapso de remorso, afinal de contas, o que vale mesmo é a maior quantidade de prazer que se pode obter.

Já se tratando do sexo, por que não praticar? A vida é curta, #fato. Disso todos sabem. Então, por qual razão perde-se tanto tempo com a virgindade, endeusada nos séculos passados, sendo que o prazer que se alcança através de uma relação sexual é tão desejável? Até porque, não seria tão repercutido por ai, se não fosse realmente bom."

E aí queridos leitores do nosso lindo #SDM! Como passaram desde a 6ª passada? Espero que muitíssimo bem, e totalmente na presença do Pai.

Participei de uma programação de jovens no último sábado, no qual Deus falou comigo, e é a respeito da SANTIDADE e do SEXO, que quero compartilhar com vocês. Esse assunto, aparentemente, esclarecido no nosso meio, mas que, infelizmente, na prática, não é muito comum mesmo em alguns namoros ditos ‘santos’e 'cristãos' por aí.

Começo com um dos famosos dez mandamentos:

Êxodo 20:14 - Não adulterarás.

Sim, isso você já está cansado de saber. Mas e definição de adultério segundo Jesus?

Mateus 5:27-28 - Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.

Pois, é. E isso serve para as queridas irmãs também, não só para os irmãos. Agora talvez (e eu espero e oro por isso), a carapuça esteja começando a servir, né!? Porque se foi assim comigo, o Espírito que habita em nós é o mesmo, e falará aos nossos corações para nos convencer.

Lembram do textinho no início do post?

Ele retrata a realidade que a nossa geração tem vivido, com muitas tentações ao alcance das mãos (como sempre houve, e sempre haverá), mas com um diferencial, antes, a cultura secular e a moral tradicional e mais conservadora, idealizavam a pureza (pelo menos da mulher) e reprimiam qualquer conduta explicitamente sexual, atribuindo a elas a característica de pecaminosa. O que, claro, não as impedia por completo, mas ao menos constrangia a maioria a não praticá-las. E, hoje em dia, nem esse dificultador nos resta, já que até o pudor falta nessa geração.

Isso deve te fazer pensar: Então, SEXO = PECADO(.)(?)(!)

Vejamos, se em Gênesis 2:18, Deus disse que não era bom que o homem fosse só, e lhe fez uma mulher, e lhes disse para serem uma só carne, e ainda os criou para gerarem a humanidade, obviamente, Ele criou, e na relação conjugal entre Adão e Eva, sexo não era pecado, no que se refere ao sexo, (e sim à desobediência, mas isso é outro assunto a ser tratado posteriormente) sendo assim, uma bênção estabelecida pelo Criador.

Entretanto, sexo é pecado.

Quando praticado fora do casamento, seja antes, seja com outra pessoa que não o cônjuge, o sexo se torna pecaminoso. Como se vê em:

_1ª Coríntios 6:9 - "Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos, nem ladrões, nem avarentos, nem alcoólatras, nem caluniadores, nem trapaceiros herdarão o Reino de Deus";

_Mateus 15:19 – "Pois do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, os falsos testemunhos e as calúnias.";

_Galátas 5:19 – "Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,";

_Colessenses 3:5 – "Assim, façam morrer tudo o que pertence à natureza terrena de vocês: imoralidade sexual, impureza, paixão, desejos maus e a ganância, que é idolatria."

A santidade pode estar muito interligada com virgindade de ambos que se casarão, do homem e da mulher, que é bem vista e bem quista por Deus. Tanto o casamento, quanto a pureza sexual dos dois é da vontade dEle. Não se deixe influenciar ou contaminar pelo que o mundo tem disseminado, pelo costume que temos vivenciado, ou pelo que a mídia tem tentado introjetar nas nossas mentes. Mas a santidade também é em sua essência ter uma vida separada do pecado, sexual ou não, é o pecado que nos afasta de Deus, e nos impede de sermos santos, como Ele é.

1ª Pedro 1:15 - "Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver"

Hebreus 13:4 – "Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará.'

Romanos 12:2 – "Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."

Que as nossas vidas sejam antes para buscar a santidade no Senhor, fugindo das paixões que nos cercam, vigiando e orando para que não caiamos em tentação, em nome de Jesus.

"A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa, não com a paixão de desejo desenfreado, como os pagãos que desconhecem a Deus." – 1ª Tessalonicenses 4:3

"Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor." – 2ª Timóteo 2:22

Por Nathália Ayumi

veja também