A vez do emprego temporário - como encontrar uma vaga?

A vez do emprego temporário - como encontrar uma vaga?

Atualizado: Segunda-feira, 7 Novembro de 2011 as 11:28

Normalmente, nesta época do ano, entre os meses de outubro e novembro, já se tem um grande número de vagas temporárias no mercado. Isto porque o comércio abre muitas vagas para as vendas do final de ano e algumas indústrias que fabricam produtos sazonais também abrem oportunidades. As fábricas de panetones, produtos de higiene e limpeza, sorvetes e chocolates têm um pico no verão.

Neste ano não será diferente dos outros. A Associação Brasileira das Empresas de Serviços Temporizáveis e de Trabalho temporário prevê a abertura de 147 mil vagas até o Natal, isto representa 5% a mais do que 2010. Por isso, agora pode ser a hora de encontrar uma boa oportunidade, para aqueles que estão procurando um novo emprego.

Como encontrar uma vaga

Para encontrar um emprego temporário, você deve procurar sites de consultorias de RH ou agências de emprego. As redes sociais também são um recurso interessante, mas o melhor caminho é acionar a sua rede de contatos, ou seja, seu networking. É fazendo com que as pessoas saibam que você quer um trabalho temporário neste final de ano que você aumenta suas chances.

Faça um currículo adequado, sem erros de português, colocando o objetivo claramente. Participe dos processos seletivos demonstrando toda a sua vontade de conseguir a vaga, suas competências com bons exemplos de comportamento para as perguntas que os entrevistadores fizerem. Pense nas perguntas que podem ser feitas antes de participar dos processos, assim você já vai mais preparado para responder a elas.

Como contratar

Se você está do outro lado da mesa e é um gesto em busca de mão de obra temporária, ficam aqui as minhas dicas. Faça processos seletivos que tenham etapas em que você possa testar conhecimentos gerais, português, matemática, além dos conhecimentos específicos para a vaga. Por exemplo, se é uma vaga para o comércio, experiência pode ajudar, mas ter a competência de comunicação e de relacionamento desenvolvidas pode ser um diferencial.

Outras competências importantes são foco no cliente e foco em resultados. Se é uma vaga para a indústria, competências como foco no processo, capacidade de entrega para o cliente interno, relacionamento interpessoal, podem ser bem vistas e devem ser investigadas.

Mas, como investigar as competências? As perguntas devem sempre buscar algo que de fato ocorreu, não uma suposição. O conceito por trás disso é que um comportamento passado normalmente prevê um comportamento futuro, ou seja, se a pessoa tem em seu repertório um bom exemplo de comportamento de foco no cliente, no futuro provavelmente ele se portará da mesma maneira.

Especificidades

O trabalhador temporário tem quase os mesmos direitos que um trabalhador regularmente contratado. Fique atento.

Tem direito: piso da função exercida; pagamento proporcional de férias ao término do contrato; pagamento proporcional de 13º salário ao término do contrato; pagamento de horas extras; vale transporte; contribuição ao FGTS; inscrição na Previdência Social; contagem do tempo de contribuição para aposentadoria; jornada de 8 horas de trabalho; adicional noturno; descanso semanal remunerado.

Não tem direito: aviso prévio no término do contrato; indenização de 40% de multa sobre o valor depositado do FGTS.

De temporário a efetivo

Muita gente me pergunta como fazer para transformar sua oportunidade temporária em um emprego efetivo. Seguem dez dicas para seu sucesso: 1)Demonstre sua vontade em ser efetivado, fazendo o que lhe pedem e deixando clara a sua pré-disposição em ajudar no que for preciso; 2) Faça o seu trabalho de forma eficiente e eficaz; 3) Ajude seus colegas de trabalho, demonstre que podem contar com você; 4)Entregue os resultados esperados; 5) Cuide bem do cliente, seja ele interno ou externo; faça com que ele se encante por você; 6) Comunique-se com clareza, seja de forma oral ou escrita. Cheque se o outro entendeu o que você falou; 7) Pratique empatia, ou seja, coloque-se no lugar do outro, isto fortalecerá sua capacidade de relacionamento interpessoal; 8) Busque ser simpático, cumprimentar as pessoas. Além de simpatia, é sinal de educação; 9) Se você sabe muito bem algum processo, ensine-o. As pessoas admiram quem divide o conhecimento; 10) Peça feedback para que você tenha oportunidade de fazer eventuais ajustes.

Aproveite o fim do ano para dar uma virada em sua vida profissional. Siga confiante e boa sorte!

Cíntia Bortotto - consultora em recursos humanos.

via: Administradores

veja também