Abismo, um lugar degradante. É lá que está geração que escolhe beber

Abismo, um lugar degradante. É lá que está geração que escolhe beber

Atualizado: Segunda-feira, 26 Setembro de 2011 as 11:18

A piada do século vem impressa em todas as propagandas de bebida alcoólica: Beba Com Moderação. Qual indústria planeja consumo moderado? Quem bebe moderadamente? O Beba Com Moderação só conseguiu oficializar a hipocrisia nossa de cada dia, produzindo kkkk para uns, e snif, snif para outros.

Numa entrevista publicada agora no último domingo, 18.09.11, feita com estudantes entre 12 e 17 anos, os números são terríveis. Do universo entrevistado, quase 80% já consumiu bebidas. Destes, 58% disse que tomou o primeiro gole antes dos 13 anos e, dos que já beberam, 81% se embriagou. Agora o número mais calamitoso: 42% tem o aval dos pais. É só experimentação e farra, defendem alguns. Não é. É um problema que atinge todos nós sem exceção. Todos.

Segundo dados da Associação Brasileira de Estudos sobre Álcool e outras Drogas (ABEAD), ingerir álcool é extremamente perigoso antes dos 21 anos, pois o cérebro do individuo não está totalmente formado até essa idade. Outro dado fornecido pela ABEAD mostra que cerveja, vodca e vinho são a porta de entrada mais fácil para maconha, crack e cocaína.

Dando tons reais e cruéis à poesia alertadora do Salmo 42.7: Um abismo chama outro abismo, as portas da destruição vão sendo facilitadas e sucessivamente abertas. A psiquiatra Ilana Tinsky dá um depoimento esclarecedor através de um dos muitos casos que acompanha: Tenho caso de meninas que acabaram transando em momentos que não fariam se não tivessem ingerido bebidas. Algumas até engravidaram. Isso é completamente insano.

Os abismos não acabam. A psiquiatra continua mostrando as conseqüências: No cérebro, o álcool atinge principalmente o hipocampo, localizado nos lobos temporais e responsável pela memória e quando um adolescente bebe muito, acaba causando danos a esse hipocampo. Assim, a memória fica ruim, o que prejudica o aprendizado e a motivação.

Abismo é um lugar degradante e é lá que esta geração que escolhe beber. A pesquisa mostra o local preferido para o consumo por 43% dos entrevistados: ruas e praças da cidade. Por que? Porque são menores. Portanto compram suas bebidas em postos de gasolina, supermercados e padarias. Em segundo lugar aparecem os locais preferidos para 19%, festas e baladas. Ou seja, os lugares para comprar e consumir são aqueles onde eles não sofrem praticamente nenhum tipo de fiscalização.

Até aqui, aparentemente, o problema se limita a quem bebe e a sua família. Folheie o jornal diário da sua cidade e facilmente verá que todo mundo sofre com esta praga, muitos chegando a morrer. No Rio, um estudante de direito, de 24 anos, após sair de uma festa a fantasia, furtou um ônibus e percorreu cerca de 23 km em alta velocidade na Barra da Tijuca, avançou sinais e bateu em ao menos 18 carros antes de ser barrado pela polícia, que constatou o uso de álcool e drogas. Poderia continuar resumindo tragédias provocadas pela influência do álcool, mas seria repetitivo.

E o Beba Com Moderação, como fica? kkk, esqueça. Sexta agora começa o Rock in Rio, assim que as vendas de ingressos foram liberadas, 700 mil foram vendidos em tempo recorde, destes, 70% foram adquiridos por estudantes. Este número praticamente atingiu 100% na taxa de ocupação dos hotéis. A prefeitura projeta um faturamento de US$ 400 milhões com o turismo que acontecerá por conta do festival. Você acha mesmo que bebidas e drogas serão moderadamente consumidos?

Enquanto isso, a notícia que acabo de ler informa: Internações por cirrose crescem 50% no Estado de São Paulo. Tudo como conseqüência do vício no álcool, que no passar dos anos vai destruindo e corroendo as células do fígado. Entendeu? No passado, juventude, saúde, vigor e farra, parecendo tudo muito moderno e libertário. Hoje, leito de hospital, tratamentos, remédios, dietas, sofrimentos. Isso para os que chegam nesta fase, pois muitos conhecem o ponto final bem antes, em brigas, batidas, acidentes fatais e outras loucuras.

É duro ter de admitir, mas esta é a geração mais bêbada da história. Nunca se bebeu tanto. Nunca foi tão fácil o acesso a bebida. A indústria ri da lei que a obriga colocar no cantinho dos impressos a piada Beba Com Moderação. Ri e gosta, pois está faturando como nunca. A mídia ri. O sub-mundo do liberalismo ri. O inferno ri e brinda o cálice de morte desta geração.

O cálice de vida do evangelho oferece outra bebida. E oferece sem restrição alguma, aliás, orienta que se beba até transbordar: Enchei-vos do Espírito, Efésios 5.18. Do que está cheia esta geração? Está na hora de esvaziar o vasilhame chamado coração e enchê-lo com a paz e a serenidade da salvação que jamais serão encontradas nas garrafas, latinhas, ruas, praças, festas, baladas ou bares. Enchei-vos do Espírito, só assim você conseguirá encher o seu cálice de vida.

Por Edmilson Mendes

veja também