Acesso à web em excesso pode ter efeito negativo nos estudos

Acesso à web em excesso pode ter efeito negativo nos estudos

Atualizado: Quarta-feira, 10 Agosto de 2011 as 1:31

Adolescentes que acessam frequentemente a página no Facebook e em outras mídias sociais, como Twitter, possuem notas mais baixas na escola, segundo um estudo realizado nos EUA. Eles também são propensos a terem problemas de comportamento e tendências narcisistas ao passar muito tempo conectados à web.

De acordo com a pesquisa, sites populares de redes sociais, como Facebook, estão gerando um efeito negativo sobre os adolescentes à medida que crescem. O professor de psicologia Larry Rosen disse que os pesquisadores observaram como os alunos passaram 15 minutos estudando algo que era importante para eles. Ele disse que a equipe de pesquisa da Universidade da Califórnia ficou chocada com a queda na concentração dos alunos por causa de acessos ao Facebook .

"O que descobrimos foi inacreditável!", disse Rosen. "A cada três minutos eles paravam a tarefa. Ainda se imaginava que a pessoa, sabendo que alguém está observando, daria mais atenção ao trabalho".

"Quanto mais meios de comunicação consumiam por dia, piores eram os alunos. Os que verificavam o Facebook a cada 15 minutos, foram os piores de todos".

Rosen levou suas descobertas a um discurso na 19ª Convenção  Anual da Associação Americana de Psicologia intitulada "Me cutuque: como as redes sociais podem ajudar e prejudicar os nossos filhos".

Ela disse: "Embora ninguém possa negar que o Facebook mudou a paisagem de interação social, especialmente entre os jovens, estamos apenas começando a ver uma pesquisa psicológica sólida demonstrando tanto os aspectos positivos quanto os negativos".

Rosen concluiu que os efeitos negativos do uso excessivo de mídias sociais por adolescentes incluem comportamentos vaidosos, agressivos e anti-sociais e que os pais devem manter controle sobre as atividades online de seus filhos.

veja também