Algumas consequências de justificar atrasos com desculpas esfarrapadas

Atrasos e desculpas esfarrapadas no trabalho

Atualizado: Sexta-feira, 3 Fevereiro de 2012 as 1:01

O trânsito das grandes cidades tem sido uma das desculpas mais utilizadas por profissionais para justificar os atrasos no trabalho. Nestas horas não faltam carros, ausência de infraestrutura, excesso de pessoas, obras urbanas e acidentes para atrapalhar o caminho de quem tenta chegar ao serviço. Mas, verdade seja dita, a situação se torna muito pior quando o céu fica nublado, não é mesmo? Bastam algumas gotas de chuva, e pronto! O estrago está feito. E aí sim, não há quem chegue a tempo no trabalho.

Mas será que, apesar de todos sabermos que imprevistos acontecem, os empregadores também estão dispostos a relevar tais problemas? De acordo com a gerente executiva da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Priscilla Telles, nem sempre, principalmente quando estes problemas costumam ocorrer com frequência exagerada.

“Imprevistos acontecem, mas não todos os dias. Quando ocorrem com uma frequência além do limite, eles precisam de uma solução, para não serem vistos com descrença pelo empregador”, alerta a gerente.

Segundo ela, o ideal neste casos é que o profissional que costuma ter problemas se policie, para evitar que tais situações ocorram novamente. “Se o problema é o atraso frequente, ele deve se programar para sair mais cedo de casa”, diz Priscilla.

Consequências

E, apesar de os filhos ficarem doentes e dos inúmeros problemas que possam atrapalhar o trajeto de um profissional até seu trabalho, é importante que um colaborador saiba que todo atraso, quando constante, também tem suas consequências.

“A mais grave delas é a própria substituição do funcionário”, informa Priscilla. Segundo ela, mesmo quando um colaborador é contratado para trabalhar em uma empresa distante de sua moradia, ele tem a obrigação de estar no seu local de trabalho no horário.

“Atrasos não podem ser uma justificativa, pois, ao ser contratado, o colaborador concorda com o horário de trabalho e sabe que deve chegar mais cedo”, informa.

As mais esfarrapadas

E se alguém ainda duvida que de desculpas o mundo está cheio, basta observar o cenário de muitas empresas. Nelas, uma série de desculpas das mais esfarrapadas também circulam pelos corredores.

“As pessoas inventam doenças, matam parentes e até faltam por cirurgias de familiares que se tratam de simples intervenções estéticas”, diz Priscilla.

E não pense que essa é uma realidade unicamente brasileira. Ao que parece, outros países também têm sofrido do mesmo mal.

Outros países

Segundo uma recente pesquisa da CareerBuilder realizada nos Estados Unidos, por exemplo, a lista de desculpas estranhas não deixa a desejar, variando desde pessoas que acham ter ganhado na loteria a profissionais que se queixam que o colega de quarto cortou o fio do despertador.

De qualquer forma, lá também é o trânsito o principal vilão, segundo os recrutadores. De acordo com o levantamento, que consultou mais de 3 mil recrutadores e executivos de RH e mais de 7 mil profissionais norte-americanos, 31% dos pesquisados disseram já ter usado a desculpa do trânsito para justificar um atraso.

veja também