As diferenças entre as gerações X, Y e Z

As diferenças entre as gerações X, Y e Z

Atualizado: Sexta-feira, 26 Agosto de 2011 as 1:55

A geração Z, formada por jovens de 12 a 19 anos, é menos preocupada em procurar promoções  de tarifas para celular, além de se preocuparem menos com a responsabilidade social.

Enquanto 28% da geração X (entre 32 e 51 anos) está preocupada em encontrar promoções nas tarifas de telefones móveis, 18% da geração Z compartilha da preocupação. Os dados fazem parte do estudo "São Paulo em foco: gerações X, Y e Z", realizado pela Quest Inteligência de Mercado.

Responsabilidade social

No que diz respeito a trabalhos voluntários, apenas 3% da geração Z pratica alguma atividade, contra 5% da geração Y (20 a 31 anos) e 9% da geração X.

Em relação à doação de dinheiro para a caridade, 3% dos pertencentes à geração Z têm este hábito, enquanto 8% da geração Y e 17% da geração X fazem isso.

Hábitos sociais

A pesquisa também revela que a geração Z é a que mais mantém hábitos sociais. Dos entrevistados, 61% têm o hábito de visitar os amigos e 24% costumam ir ao shopping. A geração que menos mantém esses hábitos é a X, com 45% e 15%, respectivamente.

Em relação à religiosidade, a geração X é a que menos frequenta algum culto religioso, com 16%, ao passo que a geração X é a que mais participa de cultos, com 40%.

Alimentação

A geração Z também se destaca, quando o assunto são os hábitos alimentares: 66% tomam refrigerante, 55% costumam beber sucos industrializados e 38% têm o hábito de pedir comida pelo delivery.

Os que mantêm hábitos parecidos são os da geração Y, que têm 52% dos integrantes que bebem refrigerante, 55% que bebem sucos industrializados e 33% que pedem comida pelo delivery.

Positivos e negativos

Entre os cuidados com a saúde e aparência, os jovens da geração Z são os que possuem os melhores hábitos. A melhor posição do grupo foi em relação ao fumo, pois apenas 5% têm o vício, contra 17% da Y e 18 da X.

Os jovens da geração Z também são os que mais usam produtos de beleza para o rosto e corpo, sendo que 60% dos representantes do grupo confirmaram o uso dos produtos. Além disso, 54% afirmaram praticar atividades físicas.

Embora tenham mais preocupação com a saúde e a aparência, 24% desses jovens tomam remédios indicados pelo farmacêutico.

Leitura

Apesar de terem o hábito da leitura, na geração Y, ele aparece menos que nas outras gerações. Dos jovens de 20 a 31 anos, 41% são leitores, sendo que, dos entrevistados, 26% afirmaram que leem revistas e 14%, jornais.

Sobre a pesquisa

A pesquisa revela um Raio X das diferenças e similaridades existentes entre as três gerações: X (32 a 51 anos), Y (20 a 31 anos) e Z (12 a 19 anos). Para essa amostra, foram feitas entrevistas com 600 pessoas na capital paulista, com idade entre 14 – que já não precisam de permissão dos pais para responder a pesquisas – e 51 anos.

veja também