Associação prevê que mais de 210 mil brasileiros farão intercâmbio

Associação prevê que mais de 210 mil brasileiros farão intercâmbio

Atualizado: Quarta-feira, 3 Agosto de 2011 as 10:37

Para 2011, a Belta (Associação Brasileira de Operadores de Viagens Educacionais e Culturais) prevê que mais de 210 mil brasileiros viajarão ao exterior, a fim de realizar algum tipo de curso.

Em 2009, foram cerca de 140 mil estudantes que saíram do País com tal objetivo. Já em 2010, o número cresceu cerca de 20%, atingindo 170 mil estudantes. Com o volume esperado para 2011, o Brasil se coloca em lugar de destaque no mercado de educação internacional.

Aumento da demanda

A diretora da IE intercâmbio, Marcela Amaral, ressalta que, no mês de julho de 2011, a demanda por cursos fora do País cresceu em torno dos 50%, frente ao mesmo período de 2010. Foi forte também a demanda por programas que combinem cursos de idiomas com esportes e atividades sociais e culturais, comenta Marcela.

Outra empresa que registrou expressivo crescimento foi a FIT Intercâmbio. Com uma demanda 45% superior à registrada no ano passado, a diretora Isabela Magalhães ressalta a intensa procura, do perfil mais jovem (entre 14 e 22 anos), por países como Canadá e Inglaterra.

Já o público profissional está mais interessado em viajar fora de temporada, para aproveitar descontos em passagens e encontrar escolas no exterior menos lotadas.

Planejamento

Além de observar que os brasileiros já entendem a importância da vivência internacional, algumas escolas perceberam que o público mudou seu comportamento quanto à forma de adquirir os programas.

Atualmente, os interessados estão se planejando mais na hora de realizar um intercâmbio. Flávia Werneck, da Máster Exchange, comenta que os brasileiros já compreenderam que, quando há planejamento e compra de pacotes com certa antecedência, o valor da viagem acaba saindo mais em conta.

veja também