Caíque Oliveira: "Quer evangelizar um homossexual? Cerca ele de amor"

Caíque Oliveira: "Quer evangelizar um homossexual? Cerca ele de amor"

Atualizado: Quarta-feira, 27 Abril de 2011 as 5:01

Líder do Ministério Jeová Nissi, Caíque Oliveira foi abusado quando criança e viveu na prostituição e na homossexualidade por alguns anos.

Apesar de não gostar de usar o termo ex-homossexual, Caíque não deixa de ajudar outras pessoas com a experiência que viveu, e em entrevista ao Guia-me ele falou sobre qual a melhor forma de pregar o evangelho para um amigo homossexual.

"Quando eu estava no mundo e alguém dizia que o homossexual vai para o inferno e que Deus fez macho e fêmea e algo fora disso é do maligno, aquilo me confrontava e me dava raiva e eu dizia 'ah, se ele fez macho e fêmea então eu sou do maligno, sou uma aberração?'", disse Caíque mostrando a forma de como a abordagem não deve ser feita.

De acordo com o líder do Jeová Nissi, o que parece ser complicado, pode ser mais simples do que parece. "Eu costumo aconselhar o pessoal assim, quer evangelizar um homossexual? Dá um CD pra ele com músicas bem legais, um filme que fala de Jesus, e cerca ele de amor porque no mundo do homossexualismo existe muita amizade e muito companheirismo, eles gostam muito de conversar ... O objetivo é você estar perto e deixar sua posição clara 'não concordo com o que você faz, mas eu te amo, sou teu amigo, quero estar perto de você'", explica.

Ele também dá uma dica importante sobre aprender a ganhar o repeito e a confiança dos homossexuais: "A gente só ouve quem a gente respeita, então a partir do momento que você conquistar o respeito de um homossexual, com certeza ele vai te ouvir porque vai chegar uma hora que o cara vai ser traído ou que alguma coisa vai acontecer e ele vai procurar quem? O amigo, e nesse momento, sim, quando ele falar 'me ajuda', você vai perguntar 'posso orar por você? Deus tem mais para a sua vida'".

"Precisa de sabedoria para saber exatamente o momento de falar para um homossexual, mas você precisa ir semeando, dando CDs, DVDs, abençoando com palavras, sempre dizer 'estou orando por você' para o cara lembrar", ensina Caíque.

Por Juliana Simioni

veja também