Cantora Lady Gaga causa polêmica entre cristãos com a utilização de ônibus para aconselhar jovens sobre opção sexual

Polêmica sobre Lady Gaga

Atualizado: Terça-feira, 29 Janeiro de 2013 as 9:26

 

Mais uma vez a cantora Lady Gaga tem dado o que falar dentre os cristãos que são contra sua postura de defender a pratica do homossexualismo entre jovens e adolescentes.

A novidade da cantora para aceitação e a tolerância dos homossexuais na sociedade é um ônibus adaptado da Fundação Born This Way (Nascido Desse Jeito) que abre suas portas cerca de três horas antes de cada show para que os fãs menores de 25 anos, mesmo aqueles que não tenham ingressos, possam procurar aconselhamentos, além de poderem ouvir música e jogar vídeo games.

Segundo o site da Fundação Born This Way, a idéia faz parte de um projeto iniciado pela cantora em 2011, em parceria com sua mãe, Cynthia Germanotta e tem como missão “promover uma sociedade mais tolerante, onde as diferenças serão abraçadas e a individualidade será celebrada”.

Mas nem todo mundo está feliz com essa mensagem. Um grupo cristão, chamado de Florida Family Association (FFA), acredita que crianças e adolescentes não devem assistir a qualquer show onde a homossexualidade é incentivada. Por isso, contratou um avião para sobrevoar o estacionamento do local do show de Gaga na cidade de Tacoma, Washington, este mês.

Ao avião, estava atrelada uma faixa que dizia “NOT born this way” (Você NÃO nasceu desse jeito), uma clara referência à música da cantora. O grupo planeja fazer o mesmo em outros shows da turnê.

A FFA declarou “guerra” à cantora, em protesto “ao seu apoio e incentivo aos fãs para assumirem que são gays” e está fazendo uma campanha online para arrecadar cerca de dois mil dólares para cobrir o aluguel do avião para acompanhar todas as turnês da cantora em solo americano.

Lady Gaga se defendeu dizendo que o projeto foi criado por ela para ajudar os adolescente que sofrem qualquer tipo de preconceito assim como a própria cantora que alega ter sido vítima de bullying quando criança. Gaga explicou ainda que, continuará fazendo campanhas contra o bullying, independentemente da opção sexual da pessoa.

Segundo alguns dos amigos da cantora, a Fundação Born This Way é a coisa mais importante de sua vida no momento e ela irá se dedicar 100% ao projeto.

Numa entrevista recente, a cantora contou que lançou o disco Born This Way, e recebeu como resultado de seu trabalho um influxo intenso de diálogo e de conversas com as pessoas. “Recebi cartas, e-mails, mensagens de texto, pelo Twitter dizendo: ‘Eu quero ajudar. Quero ser corajoso. Quero que haja mais tolerância no universo. Quero que haja mais aceitação’ e percebi que o que mais desejo é que esse diálogo nunca chegue ao fim”.

A polêmica continua e os representantes da AFF dizem não concordar com as idéias da cantora e prometem continuar dizendo aos jovens que eles não nasceram assim. 

gaga

 

com informações de: TN Online

veja também