Carreira na Aeronáutica: saiba como se preparar

Carreira na Aeronáutica: saiba como se preparar

Atualizado: Quinta-feira, 24 Março de 2011 as 11:34

Nesta quarta-feira (23), a Aeronáutica abre inscrições para estágios de adaptação à graduação de sargento e para o curso de formação de sargentos. Ao todo, serão oferecidas 675 vagas.

As inscrições podem ser feitas pelo site da Escola de Especialistas de Aeronáutica até o dia 14 de abril, por uma taxa de R$ 60. O salário inicial bruto após a conclusão do curso ou do estágio é de R$ 2.993,76.

As provas serão aplicadas no dia 05 de junho para candidatos de Estágio de Adaptação à Graduação de Sargentos (EAGS-B), e dia 12 de junho para o Curso de Formação de Sargentos (CFS-B). Haverá testes nas seguintes cidades: Belém (PA), Recife (PE), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), São José dos Campos (SP), Campo Grande (MS), Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Brasília (DF) e Manaus (AM).

Militar

"A carreira militar oferece diversos benefícios e exigências. As exigências ficam por conta, primeiramente, do pesado treinamento no processo de formação, quando são demandados recursos físicos e psicológicos dos alunos. São inseridos conceitos morais e cívicos a esses alunos. A carreira dentro das forças exige disciplina e motivação", afirma o diretor da escola preparatória Movame, Jonatan Moreira.

O diretor aponta ainda a hierarquia rígida, essencial ao funcionamento do militarismo, ao qual os candidatos são submetidos. Esse processo, explica o especialista, exige vocação, e não são todos que estão dispostos ou qualificados para esta carreira. O processo é realmente exaustivo, mas os benefícios são altos: estabilidade na carreira, possibilidade concreta de ascensão, assistência médica e psicológica, entre outros.

Para concorrer a uma vaga no curso de formação de sargentos, por exemplo, que tem duração de dois anos, o candidato deve possuir nível médio. O mesmo grau de instrução é exigido dos candidatos ao estágio de adaptação à graduação de sargentos (EAGS-B).

"É importante enfatizar que existe a carreira depois da carreira, ou seja, após anos ou décadas de trabalho nas forças armadas, o militar adquire uma grande experiência, que em muitos casos é aproveitada pelo mercado de trabalho civil, como por exemplo: aviação civil, manutenção de aviões", descreve o especialista.

Perfis

Em geral, os alunos demonstram simpatia com a carreira militar, mas possuem pouco ou nenhum conhecimento sobre o tema.  Existem três perfis distintos, segmentados pela faixa etária:

Alunos com ensino fundamental completo: são estudante jovens, com idade entre 14 e 17 anos, que sonham grande, e querem seguir a carreira de oficial aviador. Este alunos prestam o concurso para ingresso na EPCAr – Escola Preparatória de cadetes do ar;

Alunos com ensino meio completo: são alunos com idade entre 17 e 24 anos que possuem diferentes formações e um grande número de oportunidades dentro da carreira militar. O leque de opções dos estudantes desta faixa etária é bem interessante, uma vez que estes alunos poderão concorrer em diferentes concursos, como por exemplo:

EEAR - escola de especialistas - forma o pessoal que vai trabalhar com a infraestrutura da Força Aérea Brasileira. Recebem a graduação de 3º. Sargento. EAGS - estágio de adaptação à graduação de sargentos - nesta modalidade são oferecidas opções aos alunos egressos de escolas técnicas. BCT - Controle de Tráfego Aéreo. Formação de sargentos que irão trabalhar nos aeroportos AFA - Academia da Força - Carreira para a formação de oficiais da FAB, nas carreiras de Intendência (administração), Infantaria (segurança interna) e Aviação. Alunos com ensino superior: são alunos mais maduros que já possuem formação e, em geral, experiência. Eles podem prestar o concurso da EAOT (Estágio de Adaptação de Oficiais Temporários da Aeronáutica), que oferece oportunidades a profissionais de diversas áreas de formação.

veja também