Cartórios eleitorais incentivam jovens a tirar título

Cartórios eleitorais incentivam jovens a tirar título

Atualizado: Segunda-feira, 19 Setembro de 2011 as 10:56

A Justiça Eleitoral de Sorocaba dará início a uma campanha que tem como objetivo intensificar o alistamento de jovens entre 16 e 20 anos, bem como a conscientização da importância do voto, visando as eleições municipais de 2012. Para isso, os seis cartórios eleitorais da cidade, entre os dias 3 e 7 de outubro, irão ampliar em duas horas o tempo de atendimento, veicular propagandas em emissoras de TVs e rádios, distribuir folhetos e cartilhas, além de buscar parcerias com escolas públicas e privadas para realizar mutirões para estimular jovens estudantes a tirarem seus títulos eleitorais. Em Sorocaba, os jovens nessa faixa etária representam 16% (65.285) dos 408.405 eleitores, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o equivalente a duas vezes e meia o total de habitantes da vizinha cidade de Araçoiaba da Serra -- cuja estimativa do IGBE é uma população de 27.299. Número capaz de decidir uma eleição e ainda influenciar diretamente no resultado para a composição do Legislativo municipal.

O voto somente é obrigatório para os maiores de 18 anos. Para quem tem entre 16 e 18 anos e para os que têm mais de 70 o voto é facultativo, assim como para os analfabetos. Porém, a Justiça Eleitoral quer incentivar o interesse dos jovens em participar ativamente da escolha dos seus governantes, já que o número desses eleitores vem apresentado queda em todo o Estado. Em Sorocaba, por exemplo, em setembro de 2010, o número de eleitores nessa faixa etária era de 69.824, o equivalente a 18% do total. Ou seja, em um ano, a queda foi de 4.539 jovens eleitores. "Não sabemos explicar o que levou a essa queda. Mas a nossa meta é buscar o alistamento do maior número de jovens entre 16 e 20 anos, atendendo à determinação do TRE", explicou a chefe do Cartório da 137.ª Zona Eleitoral, Laurinda Ana de Negreiros.

Para isso, os seis cartórios eleitorais instalados em Sorocaba vão intensificar, já nos próximos dias, a busca pelo alistamento dessa camada de eleitores, com contatos em escolas da rede pública e particular, com ênfase entre os dias 3 e 7 de outubro, quando acontece a Semana do Alistamento Eleitoral, durante a qual o horário de atendimento dos cartórios eleitorais será ampliado para das 9h às 17h. "O objetivo da iniciativa é antecipar a procura do eleitor aos cartórios a fim de evitar as filas que se verificam no período de fim de alistamento eleitoral, previsto para maio, considerando as eleições municipais de 2012. Além disso, há de se destacar que muitos jovens se quer sabem do período previsto para tirar seus títulos e da importância que eles representam numa eleição. E é isso que o TRE quer com essa campanha, que é estendida em todo o Estado", explicou Laurinda.

O jovem de 16 a 20 anos que for solicitar seu título pela primeira vez deve levar documento de identificação (pode ser RG, carteira profissional, certidão de nascimento ou casamento; a CNH não será aceita por não conter dados de nacionalidade e naturalidade), comprovante de endereço recente e comprovação de quitação do serviço militar (no caso de homens entre 18 e 45 anos de idade). Laurinda explicou ainda que apesar de a campanha ser voltada para os jovens, durante o período em que os cartórios estiver com o horário de atendimento ampliado, os servidores dessa unidades também irão prestar serviços a todos os eleitores que precisarem fazer qualquer tipo de regularização de seus títulos, como transferência para outras cidades ou zonas, ou obter a segunda via. Os seis cartórios eleitorais estão localizados no prédio do antigo Fórum, na praça da Maçonaria, no Mangal.

Envolvimento

De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral dos 65.285 jovens sorocabanos, 32.881 são homens. Um total de 477 a mais que o eleitorado feminino. Desse total, apenas 506 possuem 16 anos de idade, enquanto que outros 2.258 têm 17 anos, ou seja, estão dentro do sistema no qual o voto não é obrigatório. Nos últimos meses, a reportagem constatou que partidos e pré-candidatos estão de olhos atentos no poder que os jovens podem exercer na eleição do próximo ano. Diante disso, passaram a desenvolver projetos e campanhas específicas voltadas a atrair futuramente o voto desse segmento, seja por meio das redes sociais e outras formas, inclusive a criação de diretórios.

Na avaliação do cientista político Pedro Lemos, os jovens brasileiros se interessam por política, apesar de se envolverem pouco em partidos ou movimentos sociais. "Tenho percebido que uma grande parcela do eleitor jovem, acima de 17 anos, está mais consciente sobre a importância de seu papel enquanto eleitor. Eles estão mais questionadores, buscam saber o histórico dos candidatos e no comprometimento destes com algumas questões. As escolas e professores tem tido um papel fundamental nesse processo", disse e completou: Agora, é preciso trabalhar na conscientização dos eleitores entre 16 e 17 anos, que por conta do voto ser facultativo, muitos ainda optam por não tirar o título e resistem em participar de discussões que envolvem política. Não é um trabalho simples, mas campanhas como esta do TRE são fundamentais."

A estudante Ana Maria Santos, de 16 anos, disse que irá tirar seu título de eleitor, pois pretende votar nas eleições de 2012. "Se temos esse direito temos que exercê-lo. Acho que os jovens precisam estar mais atentos, pois muitas decisões que nos afetam diretamente são tomadas pelos políticos, que a sociedade elegeu. Então, temos que participar", argumentou. A mesma opinião é compartilhada pelo estudante Josué Ferreira Barbosa, de 17 anos. A exemplo de Ana Maria, ele ainda não tirou seu título de eleitor, mas disse que pretende fazer o alistamento ainda neste ano. "Quando fiz 16 anos pensei em tirar, mas depois desisti; fiquei sem vontade. Agora, vou tirar. Quero participar dessa eleição, que parece já está pegando fogo pelo que vejo nas notícias de jornal", argumentou, demonstrando acompanhar o cenário político local.

Por: Marcelo Andrade

veja também