Com o Enem cancelado, alunos querem melhorar reputação da escola no CE

Com o Enem cancelado, alunos querem melhorar reputação da escola no CE

Atualizado: Quinta-feira, 27 Outubro de 2011 as 8:22

Alunos do Colégio Christus, em Fortaleza, que tiveram o exame do Enem cancelado pelo MEC nesta quarta-feira (26), afirmam que vão estudar para melhorar a nota em relação à primeira prova. “Queremos melhorar nossa nota, passar a melhor imagem porque repercutiram de forma muito ruim essa notícia”, diz o pré-vestibulando Matheus Atalânio, 18 anos.

Matheus acertou 56 questões no primeiro dia do exame – de um total de 90 – 75 no segundo dia e afirma ter feito uma boa redação. “O colégio preparou bem, independentemente de questões iguais”, diz o aluno.

O aluno afirma também que, quando recebeu o material com as questões semelhantes às do Enem, o professor teria dito: “Esse é o melhor material que temos sobre o Enem; é melhor não mostrar para os concorrentes”. Ele diz também que a anulação da prova para os alunos do Christus é injusta.

Uma outra aluna do Christus, de 17 anos, que prefere não se identificar também afirma que a meta dela é melhorar a pontuação em relação ao primeiro exame, cancelado nesta quarta-feira. “Já conversei com os colegas e vamos formar grupos de estudo. O colégio também vai nos dar apoio”, afirma a estudante.

Uma aluna de outra escola do Ceará, afirma que teve acesso a material distribuído no Christus. “Vários alunos também tiveram acesso ao material. Eu acho que é injusto. Se for para refazer, é para todo mundo pelo menos de Fortaleza”, diz.

O Ministério da Educação anunciou no final da tarde desta quarta-feira (26) que os 639 estudantes do Colégio Christus que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terão suas notas anuladas e vão precisar fazer novamente a prova.

O MEC constatou que a escola distribuiu apostilas nas semanas anteriores ao exame com dez questões iguais e uma similar às que caíram nas provas realizadas no sábado (22) e domingo (23). Os candidatos do Christus poderão fazer novamente o Enem em 28 e 29 de novembro, dias nos quais o exame será aplicado para pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas. As questões do Enem que aparecem nas apostilas não serão canceladas.

Em nota, a direção do colégio afirmou que as questões constam em um banco de dados de perguntas que a escola recebe de professores, alunos e ex-alunos para promover simulados para o Enem. O colégio diz ainda que “como há o pré-teste de questões utilizadas no Enem, existe a possibilidade de que essas questões caiam no domínio público antes da realização oficial do exame, as quais eventualmente podem compor o banco de dados de professores e de outros profissionais da área de educação”.

veja também