Conheça alguns dos piores tablets chineses

Conheça alguns dos piores tablets chineses

Atualizado: Quarta-feira, 20 Junho de 2012 as 1:27

Com o lançamento do iPad da Apple, a moda dos tablets multimídia contagiou meio mundo. Com isso, claro, vieram também as primeiras - e não tão boas - imitações. Pensando nisso, resolvemos fazer uma lista com alguns dos piores modelos já encontrados pela nossa equipe.

Pode parecer coincidência, mas grande parte destas imitações ruins surge quase sempre de um mesmo lugar, a China. Tem de tudo: tela que não funciona, sistemas próprios bizarros, hardware que mais parece brinquedo e muito mais.

Confira:

ViewSonic ViewPad 10

 A ideia do ViewSonic ViewPad 10 é boa, mas não se sustenta muito bem: ele é um dos poucos tablets que contam com dois sistemas operacionais; neste caso, o Windows 7 e o Android. O problema é que, seja um ou o outro, a performance deixa sempre a desejar.

Seu processador é lento e não funciona muito bem com nenhum dos dois sistemas. No Windows 7 existem inúmeros problemas de compatibilidade de programas, enquanto o Android 2.2 peca em performance e recursos. Sem contar a tela, que deixa muito a desejar pela falta de qualidade.

iBAK-784

 Lento, desengonçado e praticamente inútil. O iBAK-784 está disponível em várias cores, e provavelmente este é o único ponto realmente positivo deste tablet. Ele é lento ao extremo, e é até mesmo difícil encontrar alguma funcionalidade para este modelo.

A performance do aparelho lembra uma piada de mal gosto, e qualquer coisa que se mova, incluindo vídeos, sofre com lentidão e travadas. Para terminar, uma câmera de 12 megapixels tira fotos do nível daquelas webcams baratinhas com resolução VGA. Difícil justificar a compra de um tablet assim.

Sigotech V700

As configurações deste tablet até são interessantes: 512MB de memória RAM, Android 2.3 Gingerbread, processador A10 1,5 GHz e 8 GB de armazenamento interno. Mas ele tem um pequeno probleminha: não vem equipado com a loja do Android, a Google Play. É que, como alguns devem saber, o governo chinês é do tipo linha dura, e o Google Play é encarado como uma forma de instalar programas “subversivos”.

O acesso à loja é até disponível por aquelas bandas, mas o catálogo de programas é bem reduzido. Além disso, é difícil encarar um tablet com estas configurações mas que ainda use uma tela resistiva, o que frequentemente é associado a falta de precisão nos comandos e péssima iluminação e contraste.

Mox Pad 720

Este modelo é um dos piores da lista. A tela é um verdadeiro desastre: apenas 4,3 polegadas e ainda por cima é resistiva (ou seja, você precisa fazer uma pequena pressão na tela para que seus comandos sejam registrados).

Outro pecado mortal está relacionado à performance do aparelho. O processamento é lento demais, impedindo o funcionamento pleno de alguns dos mais básicos aplicativos para Android. E, como se já não fosse o bastante, ele tem uma saída HDMI de 720p que não tem lá um grande uso, já que o processador do tablet não aguenta bem o tranco na hora de reproduzir vídeos em alta resolução.

iPoo

O último item da lista pode ser considerado uma verdadeira piada de mal gosto, começando pelo nome. Para quem não sabe, "poo", em inglês, significa "cocô", então já dá pra imaginar as inúmeras piadas de banheiro que podem ser feitas em relação a este tablet, né? Mas a coisa piora ainda mais depois de ver as suas especificações.

A tela de 7 polegadas tem apenas 800x480 de resolução, e ainda por cima é do tipo resistiva. Seu processador de 600 Mhz não dá nem para o gasto, mesmo junto com seus ínfimos 256 MB de memória RAM. Não suficiente, ele tem apenas 2 GB de espaço livre para armazenamento, apesar de aceitar expansão com a ajuda de cartões SD. É de querer passar longe!

 

 

veja também