MENU

Geral

Conheça os perfis falsos que divertem milhares de leitores no Twitter

Conheça os perfis falsos que divertem milhares de leitores no Twitter

Fonte: Atualizado: sábado, 31 de maio de 2014 09:55

Se o seu Twitter não lhe proporciona momentos de cantoria com a Nona Nair Bello, trocas de selinhos com a Hebe e idas virtuais ao bar com o Mussum, trate de atualizá-lo. Com mais de 30 mil seguidores cada (o @MussumAlive passa de 100 mil, reflita), os três perfis fake (ou falsos) da rede de microblogs pegam características dessas celebridades e criam sátiras perfeitas, como se fossem elas. Há até quem não entenda a piada e ache que está falando (ou twittando) para a Hebe Camargo de verdade, ou esqueça que Nair Bello morreu e pergunte se é ela que está ali.

Mas, na verdade, por trás desses perfis estão três caras bem humorados e espirituosos que passam boa parte do dia – ou até o dia inteiro – incorporando o personagem na internet. Durante a Social Media Week, que ocorre nesta semana em São Paulo, eles conversaram com o iG Jovem após participarem de painel promovido pelo site YouPix, e mostraram quem são offline – e sim, eles também são engraçados na vida real.

Leandro Santos (ou @MussumAlive)

Leandro Santos, de 27 anos, trabalhava como técnico mecânico quando, inspirado pelo fake do ator Vitor Fasano, resolveu criar o @MussumAlive. “Eu não tinha muitos seguidores no perfil pessoal porque, em 2008, meus amigos não tinham Twitter. E o Vitor Fasano estava estourando na época”, explica. A escolha do personagem foi feita por motivos pessoais. “Eu era superfã dos Trapalhões, mas o Mussum era com quem eu mais me identificava, porque ele é preto, cachaceiro...”, ri.

O fake deslanchou quando, aos sete mil seguidores e seis meses de perfil, Leandro deu uma entrevista para a revista Galileu. Logo após a publicação, passou a ter 25 mil pessoas lendo, diariamente, os tweets do "Mussum".

Com o sucesso, ele resolveu aprimorar o personagem. “Comecei a me informar mais sobre a história do Mussum e dos Trapalhões para ter mais base e saber até onde eu posso levar a piada”, conta. “Assim, vocês vão rir [se eu disser isso], mas procuro não fazer muito humor negro...”, diverte-se.

Hoje o autor trabalha com mídias sociais. “Graças ao @MussumAlive acordo às 8 da manhã e fico o dia inteiro no Twitter e no blog Bebida Liberada”, conta. “Trabalho só com blog, mesmo, e tô engordando pra ser respeitado”.

Alguns tweets do @MussumAlive

Pra mim é melhor perder a comanda do que pagar o valor totalzis! Sempris!

Em jogos do Brasil contra França, eu sempre fico em dúvida: bebo cachaça ou perfumis?

Depois de "Simão, o Fantasma Trapalhão" vem aí: "Mussum, o Fantasma de um Bebum"

Vitor Calazans (ou @HebeCamargo)

Quem chama os seguidores de “gracinha” e dá selinho em todo mundo é a mesma pessoa que ajuda os que perderam algum objeto e ganha três pulinhos em troca. O paulista Vitor Calazans, de 25 anos, é a @HebeCamargo e o @sao_longuinho, mas é com o primeiro fake que participa mais ativamente da vida dos seguidores. “Recebo e-mail de gente me pedindo para ir à reunião de condomínio resolver o problema da piscina quebrada, para pagar a fatura atrasada do cartão...”, conta.

Exceto pelo shortinho mostrando que o tempo não passou para aquelas pernas, não há semelhanças entre o rapaz magro e com jeitão de tímido e a apresentadora de TV. Mas há quem realmente ache que aquele Twitter é da Hebe, tanto é que uma jornalista chegou a citá-lo em uma matéria sobre o câncer da apresentadora, e os tweets ingênuos são frequentes. “Uma vez o Restart foi ao programa da Hebe e ganhou selinho”, recorda. “As fãs ficaram muito bravas e uma falou que se me visse ia me dar uma voadora. Aí eu apaguei o tweet que dizia que o selinho deles é horrível porque fiquei com medo da Hebe apanhar na rua”.

Vitor revelou a verdadeira identidade pela primeira vez em uma entrevista para um programa matinal, mas a experiência não foi muito positiva. “A matéria acabou passando em um programa evangélico da emissora, então no dia seguinte as pessoas começaram a falar que eu ia morrer e queimar no inferno. Mas um ano de terapia resolveu isso, já”, brinca.

Alguns tweets de @HebeCamargo

Bial, eu posso votar no Getúlio Vargas? Ele tem sido muito ruim.

Fui no trololó beber água e não achei :(

I'm at Trololó http://4sq.com/hVtRai

Gustavo Braun (ou @nairbello)

“Nair morreu? Ela morreu pra você, sua ingrata! Ela tá viva em nossos corações”. Foi assim que Gustavo Braun, de 27 anos, começou a falar para Bia Granja, na Social Media Week, sobre o perfil fake da atriz Nair Bello. No final do painel, o fake da Nair cantou até “Volare” com Mussum, Bia Granja, Hebe e toda a plateia. E passou a entrevista toda respondendo a perguntas de um jeito tão irreverente e performático que às vezes nem dava para saber se ele estava falando sério. “Sou eu que estou pisando no fio do microfone, gente!”, diz, explicando o ruído no auditório. “Eu também pisei num guaxinim vindo pra cá. Um guaxinim branco escrito iG. Parece que morreu”, tira um sarro do mascote do portal.

Ele criou o perfil em março de 2009, dois anos depois da morte da atriz, e nunca teve contato com a família de Nair. “Ela me escolheu”, confidencia. “O fake é completamente lúdico. Eu faço para me divertir, morro de rir escrevendo e lendo o que as pessoas escrevem”. Gustavo encara os tweets como uma homenagem à atriz. “É divertido, é bom relembrar uma pessoa que trazia alegria e, o principal: ria em velórios. Esse é um jeito de viver a vida que vale a pena”.

O perfil fake de Nair Bello também já foi confundido com um original, embora a atriz tenha falecido. “Nós somos formadores de opinião. Opinião idiota. No ano passado as pulseirinhas do sexo eram o assunto e o segundo maior jornal da Espanha fez uma matéria sobre isso”, conta. “No final, disseram que o assunto gera comentários no Brasil, como o da atriz Nair Bello, que disse que as usa como pulseirinhas da esperança”.

Gustavo revelou ser a Nair Bello do Twitter quando foi convidado para participar do Teleton. Achou que era uma causa bacana e foi em frente. “Algumas pessoas não gostaram tanto porque é a Nair, é outra pessoa, não sou eu. Eu mesmo falo dela na terceira pessoa. Eu sou esquizofrênico. Tulla Luana, um beijo!”.

Alguns tweets da @nairbello

Verdades e mentiras nas redes sociais: #smwsp Verdade: preciso ir ao banheiro. Mentira: belisquei o cachorro do iG.

Saudades de São Paulo... O trânsito que aqui gorjeia, não gorjeia como lá.

Manifestações públicas PELA INTERNET: essa é a mistura do Brasil com o Egito. Tem que ter charme pra dançar bonito

Por: Nathália Ilovatte

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições