Conheça os segredos do canionismo

Conheça os segredos do canionismo

Atualizado: Segunda-feira, 20 Junho de 2011 as 1:19

Goiás é um dos estados brasileiros mais conhecidos pelos turistas por suas belezas naturais. Já os amantes dos esportes radicais aproveitam para se aventurar nos parques nacionais do local. Dessa vez, o apresentador do Zona de Impacto, Gabriel Moojen, foi até o Cânion da Barra, localizado na Serra Miguel Inácio, no entorno de Brasília, para conhecer o canionismo (assista ao vídeo mais abaixo).

- Dentro do canionismo a gente caminha, faz natação e muito rapel também. Tem uns lugares de "jump" (salto), mas os "jumps" geralmente tem sempre uma segunda opção, porque não é qualquer um que pula. A gente sempre faz uma análise prévia - explica o guia Maurício Martins.

No canionismo, também chamado de canyoning (em inglês), o praticante deve seguir o curso do rio sempre no sentido da correnteza, transpondo obstáculos naturais como cachoeiras, corredeiras, gargantas e poços. A prática do esporte exige coragem e mantém o praticante em contato direto com a natureza. Para se caracterizar cânionismo, o aventureiro precisa transpor mais de três cachoeiras.

O cânion da Barra oferece oito quedas d'água durante seu percurso. A mais alta é conhecida como Cachoeira do Arco-Íris, com pouco mais de 20 metros de altura.

- Na Cachoeira do Arco-Íris, a gente vai colocar um corrimão de segurança para ter acesso ao rapel, vai descer onde tem um canionzinho no começo e posteriormente, uma curva. Chega num poço de um ou dois meirinhos, onde a galera pode dar um "jump" tranqüilo. Depois continua o rio, essa maravilha que Deus nos deu - revela Maurício.

Atualmente o canionismo vem se destacando no mundo dos esportes de aventura por se tratar de uma atividade basicamente aquática e vertical, e conquista muitos adeptos.

- Quando o bicho está pegando em Brasília, a gente vem para o nosso recanto para dar uma meditada, trazer a galera. O bom é ver o sorriso da pessoa, o brilho no olho, quando conhece um lugar desses - disse o praticante Roberto Ramos.

Os atletas que praticam o canionismo podem desfrutar de mais de 10 cânions com mais de 200 cachoeiras catalogadas na Serra Miguel Inácio compreendida na Chapada da Contagem, logo após Brazilândia e Monte Alto (Goiás), a 80 km de Brasília.

veja também