Corro atrás com unhas e dentes ou deixo rolar?

Corro atrás com unhas e dentes ou deixo rolar?

Atualizado: Sexta-feira, 9 Março de 2012 as 11:31

Quero muito conquistar um relacionamento, mas o que eu faço, corro atrás com unhas e dentes ou deixo rolar?

Pois é, essa é a dúvida de muitas pessoas. É fato que quando amamos alguém é necessário dar-lhe liberdade, já que ele também deve querer estar na relação. Em contrapartida, lutar pelo o que se quer vai de encontro com essa ideia de deixar acontecer.

Conquistar algo, seja o que for, exige desejo, capacidade, dedicação, persistência, E nos relacionamentos e no amor acontece a mesma coisa, envolve tudo isso, além do interesse mútuo, confiança, auto-estima, etc.

Algumas pessoas fazem da conquista amorosa um verdadeiro campo de batalha. Fazem de tudo para ter alguma pessoa junto e chegam até a se esquecerem e se desvalorizarem pelo outro.

A psicóloga Juliana Amaral dá um alerta para não tornar essa busca um 'inferno. "Sem dúvida, é fundamental se dedicar a conquistar o que deseja, na seara do amor é muito válido mostrar ao outro o que sente, seu interesse, o objetivo de se aproximar, mas é uma linha muito tênue, a qual é importante estar sempre atento, entre o "correr atrás" e o "correr atrás com unhas e dentes". É justamente essa imagem final que gera uma impressão de luta, a luta é válida e legítima, contanto que não se torne um estresse, uma angústia, uma conquista à qualquer preço."

Um início de relação ou a permanência de um namoro pode, sim, precisar de uma ajudinha às vezes, um investimento maior, mas ninguém nunca terá poder sobre os sentimentos do outro. "Só podemos encontrar o que está no mundo para ser achado", diz Juliana.

Alguns entendem essa conquista como algo leve, livre e com espaço natural de encontro.

Usar bem as qualidades e atributos que têm são segredos para conquistar a pessoa desejada. Empenhar-se é preciso, mas valorizar-se e divertir-se na conquista também é.


com informações do Par Perfeito

veja também