Danilo Gentili pede desculpas à comunidade judaica por piada

Danilo Gentili pede desculpas à comunidade judaica por piada

Atualizado: Segunda-feira, 16 Maio de 2011 as 10:33

A polêmica suscitada pela estação de metrô em Higienópolis, cuja construção foi cancelada após pressão dos moradores do bairro, ganhou novas proporções: comentários antissemitas. Isso apesar de o Governo de São Paulo negar que sua decisão foi influenciada por outras razões que não as explicitamente técnicas:

"A estação prevista ficava a 600 metros de outra", afirmou o governador Geraldo Alckmin, lembrando da Estação Mackenzie, que fará parte da linha amarela. "O metrô perderia velocidade porque é muito pequena a distância", concluiu.

Desde a última quarta-feira (11/5), afirmações ofensivas contra judeus vêm aparecendo no Twitter, já que a região de Higienópolis é conhecida por abrigar muitas pessoas da religião. Na quinta-feira, entretanto, a repercussão cresceu devido a uma piada controversa de Danilo Gentili:

"Entendo os velhos de Higienópolis temerem o metrô. A última vez que chegaram perto de um vagão foram parar em Auschwitz", disse o comediante, que tem perfil com mais de 1,5 milhão de seguidores.

Auchwitz foi o nome dado a um grupo de três campos de concentração construídos na Polônia durante a Segunda Guerra Mundial. Lá foram assassinados 1 milhão de judeus e 19 mil ciganos. Eles chegavam em vagões de trens lotados, e não recebiam água nem comida durante a longa viagem - cerca de três dias. Muitos morriam pelo caminho.

Desculpas

Dada a má recepção que a declaração teve, Gentili a apagou poucas horas depois de tê-la feito, não sem antes tentar justificá-la com uma frase do escritor Mark Twain:

"A fonte secreta do humor não é a alegria, mas a mágoa, a aflição e o sofrimento. Não há humor no céu".

Mais algumas horas (13/5), porém, e resolveu desculpar-se:

"Minha intenção como comediante nunca foi trazer nenhum outro sentimento ao público que não fosse alegria", disse. "Peço perdão se falhei nesse meu objetivo com a piada q fiz essa tarde. Me coloco (sic) à disposição da comunidade Judaica para me redimir".

Em nota oficial, a Rede Bandeirante, que exibe o programa CQC - do qual Gentili faz parte – criticou o comportamento de seu funcionário:

"Apesar de a manifestação ter ocorrido no Twitter, fora do programa da Band, a emissora repudia com veemência esse tipo de brincadeira de mau gosto, e se solidariza com os protestos e com a comunidade judaica".

A Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp) também divulgou comunicado acerca do assunto, e prometeu ir à justiça para que os autores de comentários antissemitas sejam repreendidos.

"Pedimos que não repliquem, nem respondam a este tipo de posts, pois isso apenas ajuda na divulgação das ofensas. A equipe jurídica da Federação Israelita já está tomando as devidas medidas para que os posts sejam apagados e os envolvidos punidos pela Justiça."

veja também