De amigos online a amores possíveis...

De amigos online a amores possíveis...

Atualizado: Quinta-feira, 22 Dezembro de 2011 as 9:45

Você já deve ter ouvido histórias sobre pessoas que se conheceram pelo universo virtual e, depois de algum tempo, tornaram-se amigos, namorados ou até se casaram... Ou seja, falar sobre essa possibilidade não é exatamente nenhuma novidade!

Do mesmo modo, também já deve ter ouvido histórias de pessoas que se conheceram pelo mesmo universo virtual, se encantaram uma pela outra, descobriram-se apaixonadas, fizeram-se promessas, planos e revelaram-se seus mais íntimos e verdadeiros desejos. No entanto, o tempo passou e nada se concretizou. A história se manteve na virtualidade sem que nunca conseguissem experimentar o olho no olho, as mãos entrelaçadas, os corações encostados, peito a peito.

Muitas vezes, passam-se semanas, meses e anos sem que os amigos on line se tornem, finalmente, amores possíveis. "E aí? Por que será que algumas histórias se desenrolam e outras, não?". Esta é, sem dúvida, a pergunta que fica martelando na mente de quem sofre a angústia desesperadora de viver um amor sem toque, sem cheiro, sem sabor. Um amor que não transcende a tela de um computador. Que não se realiza. Como uma semente que, aparentemente, tem tudo para florescer, mas simplesmente não rompe a terra, não surge radiante, à luz do Sol.

No entanto, ficar se perguntando "por quê?" não faz a história evoluir. Não resolve. Apenas angustia e desespera ainda mais. Simplesmente porque não existem respostas únicas, certas e convincentes. Qualquer resposta que se encontre continua deixando um vazio dolorido e inexplicável. Afinal, o sentimento parecia tão verdadeiro, o desejo parecia tão grande, que qualquer obstáculo praticamente deixava de ser significativo.

O fato é que cada um tem os seus motivos, nem sempre explicáveis. Nem sempre reveláveis. Talvez, nem a própria pessoa que impediu o encontro real saiba por que fez isso. Ou saiba, mas não queira falar. E sendo assim, nenhum “por que” será respondido, será satisfeito. E o pior é que um amor não concretizado, não vivido no dia-a-dia, na convivência, faz com que pareça o ser o melhor do mundo. Sim, claro, nele não foram incluídas as limitações de cada um. Apenas o melhor. Apenas a paixão, o desejo e a promessa de uma história realmente linda!

Como esquecer? Como abrir mão dessa possibilidade tão maravilhosa? Como aceitar que o ‘amor da sua vida’ simplesmente não existiu de fato em sua vida? Nunca foi nada além de uma imagem por detrás da tela ou uma voz por detrás de um aparelho de telefone? Certamente, não é fácil. Mas é possível. E é saudável. E é essencial para quem sabe que merece viver uma história real, ainda que seja iniciada como virtual...

Penso que para se desfazer de uma ilusão como essa, para desconstruir um castelo dessa proporção, é preciso – antes de qualquer coisa – parar de perguntar "por quê?". Se o outro não explicou, ou se a explicação não convenceu, não há nada que você possa fazer. Além do mais, no fundo, você sabe que explicações não resolveriam nada. Serviriam apenas para aliviar momentaneamente a dor, mas logo ela voltaria e se instalaria, atormentando sua mente e seu coração novamente.

Portanto, a solução está em confiar, ter fé! Isso mesmo! A fé existe para o inexplicável e para o aparentemente insuportável! Comece agora a apostar que a vida tem razões que você desconhece. E tem mesmo! Tente ser realista: o outro não quis. Não deu certo. Ponto final. Agora, é doer até a dor acabar – e que acabe logo! E depois, partir para outra história, outra tentativa de felicidade. É assim que funciona para todo mundo. E quem nunca se decepcionou? Quem nunca sofreu por um amor que não deu certo? Ou seja, se tantas pessoas passaram por isso e, ainda assim, ficaram bem, é porque é possível. Então, parta desse princípio: você vai ficar bem!

E vivendo um dia de cada vez, acolhendo sua dor, mas não desistindo de acreditar no que você quer e merece viver, lembre-se de que existem muitas pessoas maravilhosas espalhadas pelo mundo. Uma delas certamente espera por você! Talvez já esteja até a sua procura. Mantenha a porta aberta! A tela ligada! E não duvide: amigos online podem sim se tornar amores possíveis! Basta que dois corações queiram e façam por onde...

Por: Dra. Rosana Braga

veja também