Descubra como fazer o amor durar depois do primeiro olhar

Amor à primeira vista

Atualizado: Terça-feira, 18 Dezembro de 2012 as 2:04

 

Engraçado como usamos o termo 'amor' para definir um olhar trocado espontaneamente.

'Foi amor à primeira vista'... Isso parece um tanto ingênuo de ser dito e muito contraditório também já que em termos e por definição o 'amor' leva anos para se desenvolver.

O mais correto seria ser sincero consigo mesmo e assumir que a única coisa possível de ser sentida à primeira vista é o desejo pelo outro.

Na verdade o que acontece é que 'nos apaixonamos' e pensamos que é tudo muito real, então ficamos esperando que seja verdadeiro e duradouro, mas ao menor sinal de decepção esse 'amor' acaba. Isso só prova que, para começo de conversa, não era amor verdadeiro.

O verdadeiro amor leva anos, o verdadeiro amor é uma convicção madura de que nossas vidas estarão entrelaçadas e inseparáveis não importa o que aconteça.

Isso significa que mesmo que seu parceiro fique grisalho ou flácido ou se perder todo seu dinheiro, nada disso acabará com o amor.

Este tipo de amor é medido não por romance, mas por um compromisso de longo prazo.

Sem dúvida a causa do fim de muito relacionamento atualmente é por conta da típica 'história de comadres' de amor à primeira vista e das expectativas criadas pelas pessoas sobre o outro antes de conhecê-lo.

Nossa geração é alimentada constantemente com uma dieta à base de novelas românticas, canções de sucesso, sofisticadas seções de conselhos de revistas e ficção vinda dos filmes hollywoodianos e tudo isso com pouca ou nenhuma semelhança com o mundo real.

Arrisco-me até a dizer até que Shrek é a primeira história realista de amor da indústria do cinema.

Os efeitos hollywoodianos nos deixam tão impressionados que, nos convencemos que vamos encontrar alguém que deva ser como um Príncipe Encantado ou como uma Princesa Graciosa e no primeiro sinal de imperfeição, vem à mente: "Caramba, o sapo não se transformou! Preciso me livrar dele(a)!"

Antes de qualquer coisa você deve lembrar que ninguém é perfeito, nem mesmo você. O amor leva tempo e a primeira regra para o sucesso do relacionamento é ter paciência. Ela é o alimento básico da relação mas muitos infelizmente desistem cedo demais.

Com o passar do tempo vamos descobrindo as pequenas imperfeições da pessoa que escolhemos. Algumas delas podem mudar se tiverem um encorajamento e, mais uma vez, muita paciência. Outras imperfeições, talvez não mudem e nós tenhamos que simplesmente aprender a conviver com elas. Mas isso também faz parte. A aceitação também é uma arte.

Pese sempre mentalmente qual a importância de brigas por pequenos defeitos contra o bem maior de manter a paz no relacionamento como um todo. Talvez você perceba que pode, na verdade, dá pra conviver com aqueles pequenos pontos mais irritantes.

No filme intitulado 'A Proposta' o personagem Andrew Paxton (Ryan Reynolds) assistente da poderosa editora de livros Margaret Tate (Sandra Bullock), se vê numa situação difícil: trabalhar ao lado de uma mulher autoritária e mandona que ele detesta. Ao ser 'obrigada' a forjar um romance com a chefe, Andrew viaja para casa de seus pais e juntos eles passam a conviver com defeitos e qualidades um do outro se dando conta de que apesar das diferenças irritantes são capazes de se suportar e assim surge entre eles o verdadeiro amor.

Esse é o amor à segunda vista aquele que somente após o tempo de convívio é que realmente vai mostrar sua força.

O maior teste para provar o amor verdadeiro é o tempo por isso não desista do amor e nem se deixe levar pela ilusão da primeira vista. Se permita conhecer e deixe ser conhecido para que ele flua e ti faça feliz.

 

 

com informações de: Chabad

veja também