'Ele me provocou primeiro', diz aluno agredido

'Ele me provocou primeiro', diz aluno agredido

Atualizado: Terça-feira, 22 Março de 2011 as 4:02

O estudante australiano Richard Gale, de 13 anos, disse que foi provocado primeiro pelo colega Casey Heynes no episódio de bullying que foi filmado e postado na internet. O vídeo da briga mostra Heynes, de 15 anos, recebendo um soco de Richard e, em seguida, revidando à provocação e atirando o colega com toda a força no chão. Richard teve ferimentos leves.

Em entrevista ao programa Today Tonight, exibido nesta segunda-feira (21) pela emissora australiana Seven Network, Richard diz que o vídeo que faz sucesso no YouTube não conta a história toda.

"Ele me provocou primeiro", diz Richard, que é menor e aparentemente bem mais frágil em relação ao colega que ele provocou. "Casey me chamava de ‘idiota da classe’. Eu estava muito bravo e só queria bater nele", disse o garoto. Segundo Richard, o vídeo de 47 segundos postado na internet não mostra a parte em que Casey o provoca. "Ele me empurrou e saiu correndo."

Durante a entrevista, Richard chega a chorar, mas não mostrar estar muito arrependido em ter provocado o colega de escola que é bem maior do que ele. O menino revelou que também foi vítima de bullying na escola primária. "Não vale a pena praticar o bullying porque você pode acabar se machucando."

Os pais de Richard também participaram da reportagem exibida na emissora australiana. O pai, Peter Gale, disse que o aconteceu foi "inacreditável." "Está sendo muito difícil. Tento fazer a coisa certa para ele e ensinar as coisas certas." Ele disse que a atitude de Richard está fora do caráter de seu filho. Apesar de não tolerar as suas ações, ele acredita que há algo a mais nesta história do que aparenta, e se preocupa por seu filho se tornar o alvo de muitas críticas. "Não foi só o Richard, mas o Casey também. Os dois."

A mãe, Tina Gale, pediu desculpas públicas à família de Casey. "Fiquei chocada ao ver meu filho agredindo o outro menino, e mais chocada ainda ao vê-lo ser jogado no chão. Meu filho podia ter ficado paraplégico."

Casey diz ter pensado em suicídio

Vítima do bullying, Casey deu entrevista para o programa "A Current Affair", do Channel Nine, e conta que é vítima de ofensas e agressões dos colegas há mais de três anos. "Me chamavam de gordo e davam tapas na minha nuca", conta o adolescente na entrevista. Veja a matéria da entrevista da Casey

No momento mais dramático da entrevista, Casey Heynes diz que pensou em suicídio por conta do bullying. Falando sobre o vídeo popular, ele diz que pensou nos três anos de ofensas e na raiva acumulada, e decidiu se defender como pôde.

veja também