Em busca apenas de um diploma

Em busca apenas de um diploma

Atualizado: Terça-feira, 29 Novembro de 2011 as 8:31

"Um problema típico do Brasil é que as pessoas se sentem na obrigação de fazer um curso superior e o próprio mercado acaba reforçado essa cobrança ao exigir que os profissionais tenham um diploma", avalia Paulo Prochno, professor de administração na Universidade de Maryland, nos Estados Unidos. Sim, ele tem razão. E o resultado dessa "obrigação" não é nada positivo. Ao contrário: isso acaba levando muitos estudantes a escolherem o curso de graduação pelos motivos errados. "Isso faz com que eles escolham aqueles aparentemente mais fáceis de cursar, ou menos concorridos na hora do vestibular, ou que ofereçam mais facilidade para conseguir o diploma", lembra Marcos Hashimoto, professor de Empreendedorismo do Instituto de Pesquisa (Insper), em São Paulo. É aí que a Administração entra em cena. O curso ainda é visto com uma espécie de coringa – quem é formado na área pode atuar nos mais diversos setores do mercado – o que o torna, ironicamente, a escolha ideal para quem não sabe o que escolher ou só quer saber do diploma. "Optar por essa área acaba sendo um mecanismo natural para muitos estudantes. E esse é grande um problema", analisa Paulo.

Consequência: Desânimo, apatia, falta de perspectivas profissionais. Esses são alguns efeitos colaterais de quem não sabe por que escolheu Administração ou entrou na área pelos motivos errados. Se o estudante não tomar consciência desse perigo e o tempo inteiro mantiver o foco apenas em obter o diploma, acabará deixando passar a chance de grandes aprendizados e descobertas. Pior: lá na frente, quando estiver no mercado de trabalho, terá que compensar tudo o que não aprendeu. Foi o que ocorreu com Marcos Xavier*, 29 anos. "Exatamente assim aconteceu comigo. Escolhi Administração porque não sabia bem o que queria fazer na vida e passei quatro anos estudando, indo às aulas, fazendo provas, mas sem muito interesse e sem me preocupar em como utilizaria aquilo tudo. No final, ficou o diploma e tive de reaprender muita coisa, dessa vez, na prática", conta ele, que hoje superou os obstáculos, redescobriu a Administração e administra uma construtora em João Pessoa, na Paraíba.

veja também