Empresa brasileira lança serviço de lojas virtuais no Facebook

Empresa brasileira lança serviço de lojas virtuais no Facebook

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 2:54

Uma ferramenta criada pela empresa brasileira LikeStore permitirá que usuários do Facebook no Brasil criem sua loja virtual na rede social. A primeira loja on-line da LikeStore foi lançada nesta quarta-feira (18) pela Show de Ingressos, que fará a primeira experiência com a ferramenta.

Na primeira fase do projeto, apenas empresas parceiras da LikeStore irão lançar as suas lojas virtuais no site. Segundo Gabriel Borges, diretor da empresa, o serviço permitirá que os usuários façam compras na própria rede social.

No início de abril, a agência brasileira Elia também lançou um pacote de lojas virtuais integradas ao Facebook. No dia 4 de abril, as lojas Fuckwear e iPhone King lançaram as suas ferramentas de comércio on-line na rede social desenvolvidas pela Elia. A agência oferece um pacote de serviços de lojas no Facebook que, dependendo das escolhas do cliente, podem sair de graça.

Para acessar a loja da Show de Ingressos no Facebook, o internauta precisa permitir que o aplicativo tenha acesso as suas informações. Na estreia da loja, ingressos para o show do cantor Jack Johnson em Recife (PE) estão sendo vendidos, mas outros concertos devem estar disponíveis ao longo da semana. A ferramenta da LikeStore tem integração com um meio de pagamento brasileiro, disponibilizado pela empresa MoIP, e aceita todos os tipos de pagamento.

Na próxima semana, a LikeStore deve lançar lojas virtuais no Facebook de outras empresas. Ainda não há previsão de quando o serviço estará disponível aos usuários. "Acredito que dentro de algumas semanas. Qualquer internauta no Facebook poderá criar uma loja virtual dentro da sua Fan Page", explicou Borges. Para isso, o usuário deverá entrar na página da LikeStore no Facebook e permitir que o aplicativo da loja acesse as suas informações disponíveis na rede.

"Queríamos aproveitar a experiência de usabilidade que o usuário já tem com o Facebook. Criar a loja será como criar um álbum de fotos. Ele usará a mesma forma de interação já usada com a rede social", explicou Borges. O aplicativo será gratuito. No entanto, a LikeStore ficará com uma porcentagem de cada compra efetuada pela ferramenta.

veja também