Faça a timeline do Facebook trabalhar pela sua carreira

Faça a timeline do Facebook trabalhar pela sua carreira

Atualizado: Quinta-feira, 9 Fevereiro de 2012 as 10:10

O Facebook até pode ser a rede social mais badalada da internet brasileira, mas quando o assunto é carreira, o LinkedIn ainda é dominante, segundo os próprios headhunters. Isso não significa, contudo, que você deva relegar o site de Mark Zuckerberg ao ostracismo profissional.

Ao contrário. “O Facebook é também uma forma de mostrar quem você é, de mostrar sua influência em determinado segmento profissional”, diz André Telles, CEO da agência Mentes Digitais. E com isso, ganhar olhares encantados de empresas que encontrem seu perfil em alguma busca pelo Google, por exemplo.

Mas, calma, isso não significa que você precisará abdicar do caráter pessoal e informal Facebook. Alguns recursos da rede social de Zuckerberg permitem que lado profissional e pessoal andem juntos na mesma timeline – sem que um grite mais do que o outro.

Cada um na sua lista

O Google +, talvez, seja, hoje, a rede social que melhor saiba dividir os contatos de cada usuário de acordo com os interesses por meio da ferramenta Círculos. No Facebook também é possível fazer isso.

Do lado esquerdo da página inicial do Facebook, clique no botão “Mais” ao lado do item “Listas”. Depois, clique em criar listas e divida seus contatos de acordo com o teor da suas publicações, como por exemplo “Contatos profissionais”, “Família”, “Amigos” e assim por diante.

Dica básica na hora de postar qualquer informação na rede social (seja uma foto, um vídeo ou um pensamento interessante): defina, a cada publicação, quais listas poderão ter acesso ao seu post.

Influência social

Utilize o mesmo conceito para se tornar relevante na rede social. Faça postagens regulares sobre temas pertinentes para a sua área de atuação e, ao lado do botão publicar, defina sua publicação como “pública”.

Com isso, mesmo pessoas que não estejam em sua lista de contatos, mas que assinam ao seu feed de notícias no Facebook ou que encontram seu perfil em uma busca, poderão acessar essas informações. “É um meio de ganhar influência social dentro daquele determinado grupo”, explica o especialista.

Mas não é necessário deixar públicas apenas as postagens relacionadas com assuntos da sua área de atuação. Fazer comentários pertinentes e interessantes sobre diversas áreas do conhecimento também conta pontos aos olhos de um recrutador.

Todos os olhos para a foto e capa

Dica básica: nada de fotos com roupas diminutas ou que coloquem sua reputação profissional em risco. Encare a foto do perfil como uma espécie de cartão de visitas tanto profissional quanto pessoal.

“A foto tem que ter um close do seu rosto e você tem que estar, minimamente, bem trajado”, diz Telles. Deixe as poses mais pessoais (e reveladoras) para o álbum de fotos – com os devidos cuidados de privacidade.

Agora, na foto de capa, imprima toda a sua criatividade. Escolha uma imagem que fale muito sobre quem você é – em todos os aspectos. “Tem que ser uma imagem diferenciada que chame a atenção”, diz.

Revisão

Agora, atenção. “A timeline do Facebook aumentou o nível de exposição de suas informações”, afirma o especialista. Agora, todas as suas postagens ao longo do tempo estarão à um clique de qualquer pessoa que acessar seu perfil.

Por isso, revise suas publicações anteriores – principalmente aquelas que foram postadas como públicas. Não será nada divertido se o recrutador de uma empresa que estava de olho no seu passe encontrar uma publicação sua falando mal da companhia em questão, por exemplo.

veja também