Facebook deve fechar 2011 como líder em publicidade online

Facebook deve fechar 2011 como líder em publicidade online

Atualizado: Terça-feira, 21 Junho de 2011 as 9:33

O Facebook deverá fechar 2011 como líder do mercado de publicidade online do tipo display ad nos Estados Unidos, aponta uma projeção feita pela empresa de pesquisas eMarketer cujos resultados foram divulgados nesta segunda-feira (20/6).

De acordo com a eMarketer, o Facebook verá sua receita líquida com exibição de display ads - tipo de publicidade online que inclui exibições de banners e Flash - crescer 80,9% nos EUA em 2011, atingindo 2,19 bilhões de dólares no período.

Em comparação, a Google deverá faturar 1,15 bilhão de dólares em display ads no ano; a Yahoo, 1,62 bilhão; e a Microsoft, 604 milhões.

Em maio, a empresa de pesquisas IDC já havia alertado sobre o crescimento acelerado do Facebook ao afirmar que a rede social "deverá apresentar um salto significativo em display ad nos próximos anos".

No ranking elaborado pelo IDC para o primeiro trimestre de 2011, a Google superou a líder Yahoo em display ads nos EUA, abocanhando 14,7% do mercado - a Yahoo encolheu para 12,3%.

Se o resultado for confirmado, o Facebook será o número um em exibição de display ads naquele país, ultrapassando o atual líder Yahoo. No entanto, 2011 marcaria também uma pausa no crescimento de três dígitos que tem marcado a ascensão do Facebook no setor desde 2009, aponta a eMarketer. Em 2009, a receita líquida obtida pelo Facebook com display ads cresceu 164,1%; em 2010, a alta foi de 117,8%.

Para 2012, a eMarketer prevê um crescimento ainda mais modesto, de 31,3%. Mas a empresa admite que essa projeção poderá ser revista no relatório que deverá ser divulgado em agosto.

Em comunicado, o analista principal do eMarketer, David Hallerman, afirma que "a suprema popularidade do Facebook - tanto em termos de número de pessoas como no tempo que elas gastam no site - cria uma diversidade de impressões de anúncios online, principalmente por causa do formato único de seus banners".

Segundo o estudo, todas as principais empresas concorrentes deverão experimentar crescimento de receita em 2011: Google (34,4%), Microsoft (18,7%), Yahoo (13,6%) e AOL (10,5%).

veja também