Fazer a 'fila andar', às vezes, é a melhor opção

Fazer a 'fila andar', às vezes, é a melhor opção

Atualizado: Quarta-feira, 22 Fevereiro de 2012 as 11:30

Que fique claro que a expressão, pelo menos aqui, não quer dizer 'pular de galho galho', ou seja, trocar de namorado(a) o tempo todo. E a possibilidade deste “andar da fila” deixa claro que insistir nem sempre é a opção mais inteligente.

Pessoas que gostam de assumir o papel de vítimas e de 'coitadinhas' não costumam ser a favor de fazer a fila andar, elas preferem insistir em um relacionamento mesmo que ele já tenha se transformado em antônimo de companheirismo, amor e alegria. 

O medo de assumir a responsabilidade das escolhas é um dos fatores que impedem a fila andar.

A consultora de relacionamento Rosana Braga acredita que quando um relacionamento começa a se mosrar um grande fiasco e um completo e desastroso desencontro, é hora de apostar em uma nova possibilidade.

"Você não precisa, necessariamente, viver em função de começar e terminar relacionamentos indefinidamente", diz a doutora; "pode, e em muitos casos até deve, permitir-se um tempo só seu". 

Ou seja, Rosana acredita que viverno status 'solteiro' também tem suas vantagens, e fazer a fila andar não significa terminar um relacionamento para já entrar em outro, mas também pode significar dar-se um tempo.

Se nesse tempo aparecer uma pessoa especial, pode ser que valha a pena apostar, desde que seja leve, flua naturalmente e seja para somar à sua felicidade.

"Enfim, com consciência, noção de si, disponibilidade para fazer o seu melhor e apostando que o autoconhecimento é a maneira mais eficaz de atrair encontros criativos e construir relacionamentos transformadores, estou certa de que – antes do que você imagina – a fila estará exatamente onde deveria. Afinal, se você quer viver um grande amor, precisa saber o que isso significa e qual a sua parte neste processo! A mudança começa sempre em você!", pensa Rosana Braga.

 

com informações do Par Perfeito

veja também