Follow me! Follow me!

Follow me! Follow me!

Atualizado: Quinta-feira, 7 Julho de 2011 as 9:23

Vivemos em uma época onde nosso status tem sido algo que tem nos sufocado. Digo isso por experiência. Existe uma pressão sobre nós de que temos que ser assim e assado senão não vale, não conseguiremos muita coisa.

Estava observando esses dias nosso tão bem e conhecido twitter e sabe o que eu reparei? As pessoas ficam tristes porque levam unfollow, fazem de tudo para terem 1267843827430 seguidores, chegam ao ponto de pedir a quem não se conhece para ser seguidos. Querem por querem ser conhecidos e ter milhões de seguidores.

Follow me. Follow me. Follow me!!! Esse é o clamor de um mundo que necessita de atenção e aplausos.

Desde um bom tempo (e põe tempo nisso, quem me conhece sabe) tenho lutado contra isso que o mundo diz necessário. Me lembro até hoje da expressão que saiu da minha boca quando entendi o que João disse em João 3:30: "Eu quero ser como esse cara!" – foi isso o que eu disse!

Meio impróprio para o mundo de hoje não é? Acontece que tenho conhecido vários jovens que tem vivido assim e tem sido referência e inspiração. Não citarei nomes porque essa é a intenção do texto.

Enquanto o mundo desenfreadamente busca por status, nomes reconhecidos, posição... Quantos de nós estão dispostos a ser só mais um anônimo dentro do Reino de Deus? Quantos estão dispostos a não ser nada para Cristo ser tudo?

A frase tão conhecida no twitter que usei no título era para fazer um contraste com uma música que muito tem me tocado desde a minha decisão de ser como aquele cara, aquele tal de João. A música é Follow You, do Leeland, em que diz: "Você vive entre o menor destes... E eu vou segui-lo até os lares dos quebrados. Segui-lo até o mundo. Conhecer as necessidades dos pobres e necessitados, Deus. Segui-lo pelo mundo."

Você está disposto a ser um anônimo, mas seguir a Cristo até os confins? Em gritar: "Follow You" invés de "Follow me"? Você realmente deseja fazer o nome de Deus conhecido e não o seu? Daqui mil anos, terá importância o título que o mundo lhe deu? Não, mas fará uma enorme diferença a quem você dedicou a glória.

Assista esse vídeo e entenda o que é seguir a Jesus até os confins da terra. Eles não são anônimos, mas eu e você sim! Faça algo mais do que só se promover!

Por: Camila Zaponi

veja também