Futebol com policiais treinados é opção para jovens de favelas

Futebol com policiais treinados é opção para jovens de favelas

Atualizado: Terça-feira, 28 Junho de 2011 as 9:17

Meninos de 12 a 18 anos que moram nas favelas do Escondidinho, dos Prazeres, do Fogueteiro e Fallet, no centro do Rio de Janeiro, e no Morro de São Carlos, no Rio Comprido (zona norte), vão poder jogar futebol sob orientação de policiais civis e militares formados em educação física e treinados por profissionais de grandes times ingleses, como o Tottenham.

O governo do estado e o consulado britânico firmaram uma parceria para instalar o programa Premier Skills. A iniciativa levará treinamento aos jovens em situação de risco social em áreas pacificadas, como instrumento de inclusão social.

A Secretaria de Segurança do estado informou que o programa, previsto para começar em setembro, foi inspirado em um trabalho da Premier League (liga que reúne os clubes da primeira divisão do futebol inglês) na região metropolitana de Londres. Cerca de 300 jovens devem ser beneficiados em cada núcleo, que contará com 6 policiais.

A superintendente de Ensino e Programa de Prevenção da Secretaria de Segurança, Cláudia Otília Caetano da Silva, explicou que o programa também busca estabelecer laços de confiança entre moradores das favelas pacificadas e policiais.

"A partir do conceito de pacificação, a polícia vem buscando novas estratégicas de aproximação com a comunidade. Então, nada melhor do que o futebol, que é uma ferramenta universal, para que pudéssemos implantar o projeto nas UPPs [unidades de Polícia Pacificadora] envolvendo polícia e comunidade", disse.

Segundo Cláudia, os meninos não precisam estar matriculados na escola para participar, inicialmente, dos treinamentos. Eles terão um prazo para recomeçar a estudar. Ela disse ainda que, nos treinos, os adolescentes vão participar de atividades lúdicas e conversas sobre violência, bullying, bebidas e drogas sem a formalidade de uma sala de aula.

veja também