Grupo ora por vestibulandos no local de prova da UnB

Grupo ora por vestibulandos no local de prova da UnB

Atualizado: Segunda-feira, 13 Junho de 2011 as 9:12

Neste domingo, 12 de junho, um grupo de jovens oferecia oração aos candidatos do vestibular da Universidade de Brasília para tranquilizá-los para a prova.

Os quatro pertencem à igreja presbiteriana de Brasília e realizaram a ação pela primeira vez neste vestibular. "Era um teste, mas como vimos que deu certo, vamos fazer em outros vestibulares e talvez concursos", diz Luiz Cazaleiro, 22.

Estudante de Administração da UnB, ele diz que muitos que chegaram ansiosos se mostraram mais tranquilos após a oração. "Não dá trabalho, e fazemos a diferença na vida das pessoas", diz ele, que estima ter feito orações por mais de 40 candidatos.

Os primeiros vestibulandos começaram a sair pouco depois do prazo mínimo permitido de uma hora. Antônio Neto, 19, fez cerca de 50 das 180 questões. Candidato a uma vaga de Artes Plásticas, faz o terceiro vestibular da UnB.

"A prova está mais difícil esse ano. Muito cálculo e muitas questões de matemática e física", diz ele, que mantém a confiança. "Acho que vou passar. Só estou com medo da redação", afirma.

Segundo dia

O segundo dia de provas da UnB começou sem nenhum candidato atrasado no colégio Leonardo da Vinci, na 913 Norte.

Cerca de 1,5 mil vestibulandos se inscreveram para fazer a prova no local. No sábado (11), cinco retardatários perderam as provas de língua portuguesa, literaturas em língua portuguesa, língua estrangeira, artes, história e geografia, além da redação.

Neste domingo (12), os candidatos respondem a 180 questões de matemática, química, física e biologia em cinco horas.

As provas estão sendo realizadas em Brasília, Brazlândia, Ceilândia, Gama, Planaltina, Sobradinho e Taguatinga, além de cidades de Goiás e Minas Gerais.

O índice de abstenção do primeiro dia foi de 7,5%, o equivalente a 1.855 inscritos. Segundo o Cespe, a abstenção tende a ser menor no segundo vestibular do ano, porque as vagas não são divididas com o Programa de Avaliação Seriada da universidade, o PAS. No ano passado, a asbtenção nas provas de meio de ano foi de 14,2%, e em 2009, 9,8%.

Bruna Alves, 18, faz o primeiro vestibular na UnB. Candidata a uma vaga de medicina, passa o Dia dos Namorados longe do namorado, que já estuda na Universidade.

"Ele passou de manhã em casa para me desejar boa sorte", conta. Os dois estão juntos há um ano e três meses, mas vão ficar separados por um mês agora.

"Eu vou para Goiânia fazer outra prova", diz ela. Bruna considerou a prova do primeiro dia fácil, mas reclamou da complexidade do tema da redação, que tratou do preconceito linguístico. Amigo de Bruna e vestibulando de Engenharia Mecânica, Brundell Martins, 18, também reclamou da redação. "Eu estava confiante, mas depois da redação ficou difícil", diz.

Quase 25 mil inscritos

Nesta edição do vestibular estão inscritos 24.972 candidatos, dos quais 904 são treineiros, ou seja, não participam da disputa e fazem a prova apenas para treinar. Estão em disputa 4.016 vagas oferecidas nos quatro campi da universidade - Darcy Ribeiro, no Plano Piloto, Ceilândia, Gama e Planaltina. Parte dessas vagas (796) é disputada pelos 3.824 candidatos que se inscreveram no sistema de cotas para negros.

O número de vagas oferecidas neste vestibular é mais que o dobro das 1.999 disputadas em dezembro de 2010, quando também foram realizadas provas do Programa de Avaliação Seriada (PAS). Como na última edição, o curso mais concorrido é medicina, com 81,45 candidatos por vaga, seguido de direito diurno (23,67 candidatos por vaga), engenharia civil (23,22) e relações internacionais (15,6).

Pela primeira vez, os cursos com aulas nos períodos diurno e noturno, como direito, serão disputados pelo número total de vagas disponíveis. A distribuição das vagas entre os aprovados será feita de acordo com o desempenho no vestibular. Antes, as concorrências eram separadas. A mudança não afeta os estudantes que já realizaram etapas do PAS.]

veja também