Hepatite B: Vacinação atenderá jovens de até 24 anos

Hepatite B: Vacinação atenderá jovens de até 24 anos

Atualizado: Segunda-feira, 14 Março de 2011 as 1:03

Esse é o primeiro passo da expansão da imunização, que será disponibilizada a jovens entre 25 e 29 anos em 2012A vacina contra a hepatite B, anteriormente disponibilizada apenas a crianças menores de um ano e jovens entre 11 e 19 anos, passou, a partir deste ano, a ser oferecida também a jovens de 20 a 24 anos. Esse é o primeiro passo da expansão da imunização contra a doença, realizada pelo Ministério da Saúde, que será seguido pela disponibilização da vacina a jovens entre 25 e 29 anos em 2012.

Desde janeiro, os 92 postos de saúde de Fortaleza já vêm aplicando a vacina contra a hepatite B a esse público ampliado, e, em abril, será lançada uma campanha para a intensificação da vacinação, simultaneamente à imunização contra a influenza sazonal e a H1N1. No dia 30 de abril, um sábado, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promove um dia D de mobilização para a aplicação da primeira dose da vacina contra a hepatite B, com a abertura de todos os postos do Município para a vacinação.

Para que a imunização seja eficiente, a pessoa tem de tomar três doses da vacina: aplicada a primeira dose, a segunda deve ser dada após 30 dias, e a terceira, 180 dias após a primeira. Por isso, a SMS programou mobilizações para a vacinação também nos dias 4 de junho e 29 de outubro.

Além de crianças menores de um ano e jovens de 11 a 24 anos, pessoas nos seguintes grupos, considerados prioritários para a imunização, podem receber a vacina, independente da idade: profissionais da saúde, homens e mulheres que mantêm relações sexuais com pessoas do mesmo sexo, população indígena, bombeiros, policiais, carcereiros, caminhoneiros, manicures, profissionais do sexo, coletores de lixo domiciliar ou hospitalar, profissionais envolvidos em atividades de resgate, doadores de órgãos ou de medula óssea, vítimas de abuso sexual, vítimas de acidentes com material biológico, parceiros sexuais de portadores do vírus da hepatite B, pessoas imunocomprometidas (para esta população, o esquema vacinal é de quatro doses) e pessoas reclusas.

A coordenadora de imunização da SMS, Vanessa Soldatelli, explica que o foco dado pelo Ministério da Saúde à vacinação dos adolescentes é por ser este um grupo com maior vulnerabilidade, relativa à iniciação sexual, ao uso de piercings, às tatuagens e consumo de drogas. Vanessa destaca que a ampliação da vacinação para a faixa etária de 20 a 24 anos, e de 25 a 29 anos em 2012, vai cobrir uma parcela significativa da população, contudo, ela lembra que o Município pauta junto ao Ministério a disponibilização da vacina a toda a população.

Sobre a doença

A hepatite B é uma doença transmitida pelo sangue infectado e por relações sexuais sem proteção e pode levar ao desenvolvimento de cirrose hepática, câncer de fígado e até à morte. Por ser uma doença silenciosa, que pode levar anos para apresentar sintomas, muitas pessoas podem ser portadoras do vírus da hepatite B sem saber.

veja também