Higiene e celular parecem não combinar

Higiene e celular parecem não combinar

Atualizado: Quinta-feira, 20 Outubro de 2011 as 9:16

Uma pesquisa feita na Inglaterra descobriu que um em cada seis telefones celulares estão contaminados com coliformes fecais, provavelmente devido à falta do hábito de lavar as mãos depois de usar o banheiro.

A pesquisa, da London School of Hygiene & Tropical Medicine and Queen Mary, da Universidade de Londres, foi divulgada no último fim de semana para chamar a atenção para o Dia Mundial de Lavagem das Mãos, que foi em 15/10. As conclusões do estudo britânico também revelam uma tendência entre os britânicos de mentir sobre os seus hábitos de higiene.

Embora 95% das pessoas tenham dito que lavaram as mãos com sabonete, 92% dos celulares e 82% das mãos continham bactérias, com base em 390 amostras colhidas a partir de telefones e mão em 12 cidades visitadas pelos pesquisadores. Quase 16% das mãos e telefones estavam contaminados com bactérias como E. coli, que podem sobreviver em mãos e em telas de celulares por horas, especialmente em temperaturas mais quentes.

E. coli

Val Curtis, da universidade London School of Hygiene & Tropical Medicine, disse em um comunicado: "Este estudo fornece mais evidências de que algumas pessoas ainda não lavam as mãos corretamente, especialmente depois de ir ao banheiro. Espero que a informação de ter de E. coli em suas mãos e celulares encoraje a população a tomar mais cuidado nos banheiros. Lavar as mãos com sabonete é uma coisa tão simples de ser feita, mas não há dúvida de que essa ação salva vidas".

As preocupações com germes em dispositivos eletrônicos não são novidade. Algumas empresas até comercializam produtos como mouses de computador livre de bactérias. Mas, com vendas de celulares em expansão (a Apple diz que vendeu mais de 4 milhões de novos telefones iPhone 4S no fim de semana), e as pessoas frequentemente passando celulares de mão em mão para mostrar fotos aos amigos, não há dúvida de que os dispositivos móveis são onde os germes estão mais presentes atualmente.

(Bob Brown)

veja também