Humor: Distância

Humor: Distância

Atualizado: Quinta-feira, 12 Maio de 2011 as 8:47

Ronaldo conversa com sua namorada Dani pela webcam, assim como das outras vezes, desde que ela foi fazer intercâmbio, há quatro meses, na Austrália.

- Oi, Rô! Tô tão feliz. Finalmente consegui um lugar pra morar! Tô dividindo uma casa com uns amigos...

- Ah, que legal! Me mostra o quarto?

- Claro! (Ela mostra) Que tal?

Muito bom! Mas o que é aquela maleta com fichas em cima de outra cama? A menina que divide o quarto com você joga pôquer?

- Menino.

- Oi?

- Menino. Tô dividindo meu quarto com um cara.

- O QUÊ?

- É, qual o problema?

- De conexão, acho. Eu que entendi que você está dividindo o quarto com um HOMEM?

- Rô, vai dar uma de ciumento agora? Você não é assim!

- Até você me dizer que quem divide oito horas do teu dia do seu lado numa cama de noite é um homem!

- Rô, aqui as coisas são diferentes!

- Ah, diferentes? Diferentes como?

- Ah, não sei explicar, mas é normal. Todo mundo tá acostumado!

- Quanto tempo faz isso, Daniela?

- Umas duas semanas...

- Duas semanas... DUAS semanas? Por que não me contou antes?

- Ah, Rô... Aqui as coisas vão acontecendo. É tudo muito intenso!

- Dani, peraí que eu vou tomar dois litrinhos de ácido e já volto.

- Para de fazer drama!

- DRAMA? QUEM TÁ FAZENDO DRAMA AQUI? Você mal podia ouvir falar da minha ex e agora quer que eu ache normal dormir com um australiano?

- Brasileiro.

- PIOR! Muito, pior! Quem é ele? Como se conheceram?? De onde ele é??? Eu conheço???? É o Ivo Holanda????? É pegadinha??????

- Olha, Rô, só quero te pedir uma coisa... Eu não quero ser questionada...

- Por quê???

- Rôôôôôôôôôôô...

- Dani, "por que" não é exatamente um questionamento...

- Rô, preciso voltar pra aula. Quando for de noite a gente se fala, tá? (Ronaldo fala algo inaudível) Como?

- TÁÁÁÁÁ!!!

Ela desliga e ele anda tanto de um lado para outro que desgasta o tapete da sala em cinco minutos. Começa a conversar sozinho:

- Ela pensa que eu sou trouxa? Dividindo o quarto com um cara que ela nem conhece e eu aqui fielmente esperando ela voltar? Ah, mas isso não vai ficar assim! Também vou cuidar da minha carência.

(Ronaldo entra na internet, pesquisa um pouco, pega o celular e digita)

- Alô? Por favor, é do pet shop? Vocês têm um cachorrinho bem fofinho recém-nascido pra vender???

Por Oscar Filho

veja também