Inep liberou a consulta online dos cartões de confirmação na madrugada desta segunda-feira

Locais de prova já podem ser checados via internet

Atualizado: Segunda-feira, 15 Outubro de 2012 as 10:39

Os 5,7 milhões de candidatos inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem consultar o seu cartão de confirmação pela internet. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anisio Teixeira (Inep) liberou a consulta apenas na madrugada desta segunda-feira (15), cinco dias após ao início da entrega pelos Correios. Para acessar o cartão virtual e conferir o seu local de prova, o candidato precisa do número de CPF e da senha cadastrados na inscrição do Enem

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), estudantes do Amapá, Acre, Sergipe, Roraima, Amazonas e Maranhão estão sendo os primeiros a receber o documento. Os demais estados serão atendidos na sequência, até o dia 25 de outubro.

O cartão de confirmação contém: número de inscrição; data, hora e local de realização das provas; indicação do atendimento diferenciado e/ou do atendimento específico solicitados; opção de língua estrangeira; e solicitação de certificação (se for o caso).

Segundo o Inep, os 45 mil malotes com 11,5 milhões de cadernos de provas vão percorrer 9.728 rotas. Cerca de 400 mil pessoas de instituições federais, do consórcio aplicador do exame e do Inep trabalharão em todo o processo, fora 400 mil fiscais que atuarão nas provas de 3 e 4 novembro.

Em entrevista ao GLOBO, o presidente do Inep, Luiz Claudio Costa, havia garantido que este ano não se repetirão os erros nos endereços de locais de prova que ocorreram no Enem 2011.
— Para isso, aumentamos o número de itens checados e, entre os pontos, estão os processos e subprocessos de checagem e de verificação dos endereços de locais de prova — afirma Costa.
Em 2011, O GLOBO mostrou que a certificação adotada pelo Inep para assegurar o êxito em todos os processos do exame não detectou um erro na etapa de confirmação de locais de prova. No Rio de Janeiro, pelo menos 1.120 candidatos que fariam o Enem em um dos prédios da Unirio foram surpreendidos com a alteração para outro edifício da universidade.

À época, a assessoria de imprensa do Inep alegou que houve uma alteração de local de prova, apenas neste caso. O órgão não considerou um erro, mas uma mudança para um lugar mais adequado. Já o departamento de concursos da Cesgranrio admitiu que, na hora do cadastramento dos locais de prova, mais de mil cartões saíram com o número do prédio errado.

Um dia após a reportagem de O GLOBO, o Ministério da Educação (MEC) divulgou que, no total, 4.704 estudantes seriam remanejados em oito cidades de todo o Brasil para fazer o Enem 2011. As informações foram divulgadas depois que o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF-RJ) enviou recomendação ao Inep e à Fundação Cesgranrio para que informassem, através de todos os meios de comunicação, os eventuais erros no cartão de confirmação do local de prova do Enem, juntamente com o endereço correto.

veja também