Jesus e meu Facebook

Jesus e meu Facebook

Atualizado: Sexta-feira, 11 Novembro de 2011 as 11:01

Sei que as redes sociais são bênçãos que nos proporcionam maior alcance, aumentam as oportunidades de compartilharmos algo nosso com o resto do mundo, também nos permite manter contato com algum amigo distante, o que seria bem mais difícil caso não tivéssemos a tecnologia disponível nos facebooks, msn, orkuts, twitters, etc. Mas, ultimamente, apesar de algumas surpresas boas, e glória a Deus por elas, algumas coisas que tenho lido e visto, me deixaram triste, assim como penso, que tenham surtido o mesmo efeito em Deus.

Primeiro vamos aos bons exemplos... espero que você se veja neles, e que os que te seguem e recebem o que você anda compartilhando virtualmente por aí, vejam Jesus em você.

Compartilhar versículos, reflexões bíblicas, pedir orações, interceder, dar palavras de conforto, de consolo, de bom ânimo para a sua timeline, ou para os disponíveis no facebook, são ótimas maneiras de exalar o bom perfume de Cristo nas mídias. Anunciar as boas novas do evangelho àqueles que por alguma razão ainda não conhecem o amor de Deus é a uma forma de sermos luz ao invés de trevas, de nos posicionarmos como filhos de Deus, escolhidos, discípulos de Cristo.

Ao passo que, os maus exemplos, são aqueles que porventura acabam por divulgar o mundo (como se ele precisasse disso, ainda), fomentar críticas destrutivas, alimentar discussões e fofocas, utilizar-se dos meios virtuais para reprimir ou agir de modo preconceituoso, afetando a vida do seu próximo de modo negativo, sendo uma má influência, proferindo palavras nocivas, rudes, grosseiras, dispensáveis e desagradáveis. O que faz destes, instrumentos que não são de Deus, que fazem apologia ao pecado, embelezam as tentações, as quais deveriam repudiar e fazer o possível para que outros nem sequer pensassem a respeito.

Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês {ou seja digitada, tuitada e compartilhada no facebook de vocês}, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem {ou lêem}. - Efésios 4:29

E, infelizmente, não estou falando só daqueles que não conhecem o que convém e o que não convém, este não é o caso só dos que ainda não tem a Luz de Cristo, os que ainda não entregaram suas vidas a Deus. É mais triste ainda, pelo fato de que são os que se dizem filhos, são os que se dizem crentes, são os que levam a sua frente de suas atitudes o nome de Cristo que causam tamanha tristeza.

_A quem muito foi dado, muito será exigido; e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido. - Lucas 12:48b

Seja boa, seja má, a palavra é uma semente (Lucas 8:11) e tende a gerar frutos, que, dependendo de sua natureza, de sua intenção, de seu objetivo, se tornarão árvores más produzindo mais frutos maus, ou árvores boas produzindo frutos bons. Por isso cuidado com as sementes que tem semeado querido(a)! Você pode estar começando uma plantação inteira, com um mero tweet de 140 caracteres, com apenas uma conversa no msn, ou com uma simples atualização de status no facebook, mas eu oro para que seja de uma semente real e verdadeiramente boa aos olhos de Deus.

O dedo tecla do que está cheio o coração! (Lucas 6:45) Como bem diz @O_Dedo_Tecla.

Se você anda revoltado, murmurando, criticando, julgando, ofendendo, amaldiçoando, e por aí vai... é óbvio que compartilhar algo de Deus nas redes sociais não vai ser muito a sua praia, a não ser que você queira ser transformado, e é a Palavra de Deus que transforma! (1ª Tessalonicenses 2:13) Diferentemente, se você tem buscado mais do Senhor e entregado sua vida para que Ele mesmo viva em seu lugar, o seu prazer estará em Sua Palavra, e nada mais poderá transbordar de você além do que for da vontade dEle.

_Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. - Colossenses 3:17

Não devemos buscar fazer as coisas, ou só parecermos cristãos, para impressionarmos os outros. Devemos ser cristãos genuínos, radicais, verdadeiros, com simplicidade, visando agradar e temer somente a Deus (Colossenses 3:22) em tudo que fizermos, falarmos e até mesmo no que pensarmos.

_Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. - 1ª Coríntios 10:31

Deus sacrificou seu próprio Filho para que nós pudéssemos viver. E o que temos feito com as nossas vidas, temos brincado de ser crentes domingo na igreja, e, de fato, sermos crentes no facebook, no twitter, na escola, na faculdade, no trabalho? Leve, sim, tudo muito a sério. O amor de Deus demonstrado pela morte de Jesus em nosso lugar, requer de nós seriedade e compromisso em todas as nossas atitudes.

Por: Nathália Ayumi

veja também