Jogos de tabuleiro viram atrações em estabelecimentos

Jogos de tabuleiro viram atrações em estabelecimentos

Atualizado: Sexta-feira, 25 Março de 2011 as 9:17

Sucesso nos Estados Unidos e na Europa, os bares de jogos estão passando por um novo boom na noite brasileira. Ainda são poucas as opções, é verdade, mas as que existem contam com grandes acervos, alguns com centenas de opções. Público interessado é o que não falta.

"Recebemos gente de todos os tipos e todas as idades. As principais pedidas são os jogos dinâmicos, com bastante ação e de curta duração", comenta Danilo Bonamin, de 24 anos, gerente de jogos da Ludus, de São Paulo. A casa, localizada no tradicional e boêmio Bixiga e inaugurada em 2007, recebe mais de 500 pessoas por final de semana. "A galera tem hora para chegar, reserva e tudo, mas não tem para sair", ri Bonamin. Lá eles encontram mais de 400 títulos diferentes, de clássicos como Torremoto (ou Jenga, nome oficial da Hasbro), versões dos universais ludo e damas até jogos cujas as partidas duram cinco horas. A seleção dos dez mais irados você lê aqui, no Guia da Semana.

Com o renovado interesse do público, as casas estão até disputando o título de quem é a primeira no Brasil. "A Ludus, na verdade, é uma luderia com cerveja e petiscos. Nós somos um pub de jogos e estamos aqui desde 1997, no mesmo estilão", destaca Junior Guimarães, gerente de marketing do Soho Orbi. O bar conta com extensa programação e oferece todos os dias um cardápio de 70 opções de jogos e brinquedos nacionais. Os de maior procura são Perfil, Imagem & Ação, Macacos Malucos e Coisas de Casal, além de quebra-cabeças para os aficionados.

A Conspiração do Jogo fala a mesma coisa. "Já fizemos várias matérias sobre o tema desde a nossa inauguração, em 2000, e mantemos um público de cerca de 500 pessoas aos finais de semana" comenta Beta Schmitz, proprietária da casa, que junto com a irmã Ula administra o local.

O público que vai ao complexo cultural-gastro-etílico Velhão, em Mairiporã, Grande São Paulo, fica encantado ao descobrir que também há um espaço para jogos. São cerca de 25 tabuleiros nacionais, muitos fora de linha como Leilão de Arte, Master e Quest, além de três mesas de sinuca, pebolim e videogame (cobrados a parte). Apesar da saudável disputa pelo título de primeira casa de jogos, Beta garante que, nessa partida, o melhor resultado é o empate. "Há espaço para todos", ri.

Com espaço para partidas, a Fun Box inaugura o segmento de locadora de jogos de tabuleiro importados no país

Outra dupla de apaixonados pelos tabuleiros é o casal Wagner Rodrigues, de 31 anos, e Vanessa dos Santos, de 29. Após uma temporada de quatro anos nos EUA, eles se aprofundaram no universo dos boarding games. "Já tínhamos uma pequena coleção nacional e lá ela ganhou muitos títulos estrangeiros. Tivemos a vontade de compartilhar esse universo aqui, onde é bem mais difícil de encontrar". Em vez de abrir um bar temático, criaram a Fun Box, locadora de jogos que oferece também mesas para partidas no local.

Diversões inglesas

Pubs e bares inspirados nesse universo são outros pontos certeiros para se encontrar jogos e se divertir em grupo. É o caso do carioca Big Ben Pub, um dos mais longevos estabelecimentos do estilo no Rio de Janeiro, aberto em 1992. "O povo vem, gosta e sempre volta", conta Luciano Dias, gerente da casa. No cardápio, só clássicos: gamão, dominó, baralho e Torremoto. Às terças-feiras, a partir das 21h30, rola uma divertida gincana cultural de perguntas e respostas entre os participantes presentes divididos em equipes.

E todo bom pub que se preze tem de ter no mínimo um jogo de dardos pendurado na parede. "A sinuca ganha, mas os dardos também são bem procurados", diz Rafael Rocha, de 37 anos, um dos sócios do gaúcho Shamrock Irish Pub. Eles bem que tentaram colocar gamão e damas, mas inúmeras peças perdidas e roubadas fizeram os donos retroceder a prática. Para não deixar a peteca cair, toda quarta-feira é dia de gincana cultural em inglês animada por um legítimo representante do País de Gales que mora nos pampas, garantindo diversão em todas as línguas.

São Paulo

Ludus

Um sobrado do Bixiga abriga desde 1997 a Meca dos jogos detabuleiro. Independente da data de fundação, a Ludus é a primeira luderia do país: um espaço para "degustar" um cardápio com mais de 400 jogos, de clássicos como dominó até Dixit, vencedor do prêmio Spiel der Jahers 2010, o Oscar dos jogos de tabuleiro. Para acompanhar a diversão, petiscos e sanduíches batizados com nome das diversões, cervejas variadas e alguns drinques.

Conspiração do Jogo

Misto de choperia com luderia, o espaço conta com cerca de 25 títulos nacionais à disposição do público, dos abstratos xadrez e damas até tabuleiros fora de linha, como Master e Quest. Cervejas long neck nacionais e importadas para beber e porções para comer, com destaque para um legítimo pastel de feira feito na hora. É um dos estabelecimentos do Velhão, em Mairiporã, Grande São Paulo.

Finnegan's

Um dos pubs mais tradicionais da capital paulistana aposta no trio dardos-sinuca-pints de Guinness e demais cervejas importadas para entreter o público fiel. Há também programação de shows às sextas-feiras e sábados.

Belo Horizonte

Soho Orbi

Iluminação indireta e obras de arte por toda a parte compõem o ambiente de inspiração nova-iorquina desse bar com cinco ambientes e varanda no bairro de Funcionários. Mas a coisa pega quando todas as mesas estão se divertindo com boa parte do acervo, que totaliza 80 jogos nacionais como Perfil, Imagem & Ação, Macacos Malucos, Coisas de Casal, além de brinquedos infantis como Pula-Pirata e quebra-cabeças. A fome dos jogadores é combatida com a gigante porção de batata fritas da casa, que enche a barriga de seis pessoas.

Rio de Janeiro

Big Ben Pub

Referência em jogos nas praias cariocas desde 1992. O casarão de Botafogo disponibiliza gamão, dominó, baralhos diversos e Torremoto como opções de mesa. Para os mais agitados, dardos. Quem gosta de gincanas culturais (o nome atual para antigo jogo de trívia) bate cartão às terças-feiras, a partir das 21h30. Sexta-feira e sábado, a programação musical é movida a rock clássico e blues. O filé mignon da casa é a pedida recomendada.

Moais Snooker Bar

A sinuca inaugurada em 2004 na Tijuca oferece, além das tradicionais mesas de pano verde, dois quadros de dardos para a clientela mirar no Bull eye.

Shenanigan's

Um pub sobrevivente da cidade (em menos de três anos, três outros fecharam as portas), que, além de servir pints, cervejas importadas e petiscos, conta com um jogo de dardos para atrair a clientela.

Curitiba

Bons Tempos Bar

O bar choperia com temática retrô conta com Imagem & Ação, Jogo da Operação, Batalha Naval e dois Genius (em manutenção), somando 12 opções. Para beber, chopes Eisenbahn e Klein, cervejas especiais, petiscos, sanduíches e pizzas.

Sláinte Irish Pub

Esse autêntico pub na Batel oferece jogo de dardos e mesas de sinuca, além de quatro monitores de tela plana para acompanhar todos os campeonatos de futebol pelo mundo afora. No cardápio, chope, cervejas e muitabatata frita.

Porto Alegre

Live Sport Pub

Respira-se esporte dentro do bar, com decoração remetendo a diversas modalidades. Mesas próprias para xadrez e damas são disputadas pelos clientes, que ainda podem ser divertir com pega-varetas e general (um jogo de dados). Do universo esportivo, dardos, futebol de botão, pebolim (o mesmo que totó e fla-flu), pino-gol (ou peteleco). Além da sinuca, é claro, e de diversas marcas de cerveja importadas.

Shamrock Irish Pub

O bairro da Farroupilha abriga o pub que desde 2001 recebe jovens que curtem jogar dardos e sinuca. Quem quiser treinar o inglês de forma divertida pode aproveitar o quiz cultural, realizado todas as quarta-feiras.

Brasília

Strangers Snooker (Asa Norte)

A rede de sinucas se desfez, mas a unidade pioneira da Asa Norte continua de portas abertas, oferecendo aos clientes tabuleiros para damas, xadrez e gamão. Os fãs das cartas podem solicitar baralhos e participar do torneio de pôquer aos sábados. Mesas de pebolim e de sinuca completam as opções lúdicas, enquanto cerveja de garrafa e porções rápidas completam o programa.

Strangers Snooker (Asa Sul)

Sem nenhum vínculo com a casa de mesmo nome na outra asa da cidade, esse Strangers põe o tabuleiro de damas à disposição do público, que se diverte também com dardos, pebolim, sinuca e tênis de mesa, nome esportivo para o divertido ping-pong.

Por Bruno Cesar Dias

veja também