Jovens brasileiros viram arroz de protesto

Jovens brasileiros viram arroz de protesto

Atualizado: Terça-feira, 7 Junho de 2011 as 8:40

Luiza Annoni tem 14 anos e parece estar acostumada a caminhar, cantar e seguir a canção. A jovem fez parte da Marcha da Liberdade, que reuniu centenas de pessoas no centro de São Paulo. Mas, antes dessa, ela esteve no meio de outras manifestações. Luiza virou exemplo do que é ser rata de protestos.

Contra o aumento da passagem de ônibus? Lá estava ela. Também bateu ponto no "churrascão da gente diferenciada", farra em reação a moradores avessos ao metrô em Higienópolis. "Pensei que não ia ter churrasco mesmo, mas comi uns frangos lá!"

Não é toda passeata que termina em festa. Duas semanas atrás, a PM distribuiu bomba de efeito moral e pauladas na Marcha da Maconha.

Carolina Soares, 19, vai a um protesto atrás do outro desde o começo do ano e já passou por maus bocados. "Uma vez, eu tava de short e fiquei desesperada. Tive que ir embora por medo de levar bala de borracha nas pernas."

Agora, para um "kit passeata", sugere calça comprida e, contra o gás lacrimogêneo, lenço embebido em vinagre. Aluna de história na USP, ela já reclamou nas ruas do preço do ônibus, do fim do Cine Belas Artes, da falta de liberdade de expressão...

Foi esse mesmo self-service de causas que marcou a Marcha da Liberdade. Nela balançaram as bandeiras gay, ciclista, ambientalista e pró-"pamonha", entre outras.

O excesso desorientou Caio Ferreira, 16, do Movimento Passe Livre --crítico ao busão de R$ 3. "A marcha não apontava para nada. Foi praticamente um passeio na rua."

NO TROMBONE

Veja algumas manifestações deste ano na cidade de São Paulo

JANEIRO

- Contra o fim do cinema Belas Artes

MAIO

- Ato contra o racismo

- Marcha da Maconha

- Marcha da Liberdade

JUNHO

- Marcha das Vadias (contra o machismo)

- Ato de repúdio ao novo Código Florestal

- Contra a intervenção imperialista na Líbia e no Haiti

- Anti-Usina Belmonte

SEMESTRE TODO

- Movimento Passe Livre (contra o preço do ônibus)

MISTUREBA DE TEMAS NOS GRITOS...

...entreouvidos na Marcha da Liberdade, em São Paulo, no penúltimo sábado

"Kassab, mas que vergonha, o busão tá mais caro que a maconha"

"Aldo Rebelo, oportunista, se vendeu para a bancada ruralista"

"Ei, polícia, notícia é uma delícia"

veja também