Jovens de classe média alta são suspeitos de roubar artigos de luxo

Jovens de classe média alta são suspeitos de roubar artigos de luxo

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 9:01

A polícia de Franca, no interior de São Paulo, prendeu três jovens suspeitos de fazer parte de uma quadrilha especializada em dar golpes e roubar artigos de luxo. O grupo era formado por filhos de empresários e de gente conhecida na cidade. Eles atacavam até a casa das namoradas. Os suspeitos têm pouco mais de 20 anos e todos são de classe média alta, segundo a polícia. As prisões foram concluídas no dia 4 de maio, mas a polícia só divulgou a informação nesta sexta-feira (13).

Imagens do sistema de segurança de uma loja mostram os jovens entrando no estabelecimento. A quadrilha anda pela loja, escolhe os produtos e compra gaiolas. Na hora de pagar, usa o cartão de crédito que acabou de furtar. Os jovens estavam comprando gaiolas no início da reportagem porque um deles colecionava pássaros silvestres. Ao todo, 20 aves sem licença de criação foram apreendidas.

O alvo dos suspeitos eram casas onde havia muitos produtos eletrônicos e joias. A polícia calcula que a quadrilha conseguiu, com os furtos e estelionato, cerca de R$ 1 milhão. "Chegavam, inclusive, a frequentar algumas casas e, de posse de informações de viagens dessas famílias, eles acabavam invadindo as residências e praticando esses furtos", afirma o delegado Márcio Garcia Murari.

O delegado abriu 12 inquéritos para investigar os suspeitos. Além de objetos roubados, como câmera, óculos, relógios, joias, perfume e roupas, a polícia conseguiu cópias de cheques falsificados. "Não levavam objetos de pequeno valor, eles escolhiam a dedo aqueles objetos que tinham valor monetário mais alto", completou o delegado.

Três dos cinco rapazes estão no Centro de Detenção Provisória de Franca e dois são considerados fugitivos. A prisão preventiva deles já foi decretada. A equipe de reportagem do Bom Dia Brasil tentou contato com as famílias e com os advogados deles, mas ninguém foi encontrado nem retornou as ligações.

veja também